quinta-feira, 30 de outubro de 2014

ABRAM AS ASAS SOBRE NÓS!


Periquitos asa branca da minha árvore no Mundi
convidem seus colegas “estrelinhas”
e, juntos, abram as asas sobre nós, os brasileiros
cantando e fazendo com que todos ouçam  na
nação chamada Brasil 
da corrupção,
falta de vergonha,
votos por interesses, emendas parlamentares,
financiamentos públicos de campanha
E venham nos ajudar!
Periquitos que invadiram minha Manaus, 
que cantavam na árvore que avisto da janela da cozinha
abram suas asas verdes da floresta e branca da paz
sobre os políticos e
fazei que com ouçam seus cantos desesperados
protejam nossas florestas,
olhem para os eleitores
(e não para seus interesses).
Os dois juntos poderão ter mais força
que a nação inteira que reelegeu a presidente Dilma Rousseff
(fez muito pelo social)
confirmando  que a Nação está dividida:
(abstenções, votos brancos e nulos!)
pela democracia do voto imposto!

7 comentários:

  1. Sua poesia é béla, mas a beleza é mais íntima, é mais do coração, é mais emocional, é mais - desculpe - o crer em um Deus Todo Poderoso de Amor de plena compreensão de nós, cada um. A religião não é o ópio do povo, como disse alguém ( Marx) , a religião é religar o homem com o todo, conforme aquela frase de São Francisco de Assis : " meu Senhor e meu Tudo". Siga essa linha, não é proselitismo. Jesus disse : " Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração". Então diga : " Fazei de mim manso e humilde como vós ". GM

    ResponderExcluir
  2. Agora, teremos o que merecemos.
    É a lei.

    ResponderExcluir
  3. Gostei companheiro. Precisamos de asas da sorte aberta sobre nos, mas só os poetas como você sabem dizer isso com tanta propriedade.

    Um abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. é mesmo,esplendida essa cronica Carlos.
    Nem pensar que depois de 33 anos nao luto pelo um Brasil melhor,que so sair do Brasil porque pasava fome.Nao, nao passava fome,queria um Brasil verdadeiro e que o povo esteja mais concieente,daquilo que faz.Nada mesmo nada é protegido no nosso Brasil.Nossos prefeitos,moram em Manaus,em vez de protegerem a cidade onde foram eleitos,lamento,nosso presidente nao sabe disso.Nosso governador,teria que inpor.Muitas,perguntas,moram dentro da miinha cabeça.Minha cidade acabou e nada fizeram,cobro ate hoje.Nao sou revoltada,mas pra que votar se tudo fica na mesma.Nao temos trasparencia ,nehuma.pra onde vai nosso dinheiro.
    Aqui sabemos para onde vai nosso dinheiro.é claro que nada é perfeito.
    é claro que nao podemos dividir o pais,mais essa da montadoura da Harley Devison em Manaus,foi cuminate,compro um motocileta em Sao Paulo que é montada em Manas na Av do Turismo.E em Manaus,nao posso comprar diretamente.Ponha periquitos,nisso.Gostaria de mais respeito com nossos trabalhadores do Am.

    Maria Botelho Hirschi
    Swiss

    ResponderExcluir
  5. Max Carphentier/poeta3 de novembro de 2014 08:01

    Prezado Carlos, belo e sagaz o teu poema cheio de asas e cantos. Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Raimunda Gil Schaeken4 de novembro de 2014 13:27



    Obrigada pela bonita poesia; uma boa reflexão; abraços.

    ResponderExcluir
  7. Escritora Adelma Correia Medrado David5 de novembro de 2014 17:25

    Oi Carlos,
    Boa noite!
    Em cada escrito seu encontro pérolas literárias e as leio com avidez, pois sei que encontrarei em cada frase um manancial de conhecimento, assim também foi com sua inspiradíssima e verdadeira poesia ” ABRAM AS ASAS SOBRE NÓS”... um dia a nossa nação chamada BRASIL, como um gigante vai despertar e o bezerro de ouro com certeza irá tombar derrotado. Tenho essa esperança!

    ResponderExcluir