terça-feira, 21 de janeiro de 2014

OS "ROLEZINHOS" ESTÃO DESMORALIZANDO O BRASIL!




Confundir o direito de ir e vir com o direito de marcar “rolezinhos” nem sempre com o propósito de depredação, mas que terminam sempre em vandalismo, destruição e roubos, é, no mínimo, uma ignorância e sem uma razão e lógica justificável.  As autoridades precisam impor limites, mas não têm como proibir essa prática porque são sempre promovidos e marcados por jovens irresponsáveis e conhecedores de seus direitos e poucos deveres,  pelo manto obscuro e desnecessário do protetor Estatuto da Criança e do Adolescentes – ECA.

Ou as autoridades agem rápida e energicamente, acabando com a prática dos “rolezinhos” ou a pratica danosa ao patrimônio alheio prejudicará politicamente o Brasil que, no final, terminará desmoralizando as autoridades, por serem compassivas compreensivas e contemplativas diante dos danos causados pelos “rolezinhos” irresponsáveis. E até as autoridades judiciários apóiam essa loucura coletiva em nome  de um direito constitucional  que diz que nenhum ato democrático pode ser reprimido e que é livre a manifestação de pensamento.  Mas será que essa prática é democrática? Entendo que não seja o caso! Estão confundindo democracia com baderna e isso é grave e sério!

Os atos de “rolezinhos”, com a presença de jovens que se reúnem em Shoppings Center’s, um fenômeno social apoiado pela passividade do Governo Federal, terminam sempre com em atos de vandalismo, com depredações e até roubos. Ou os jovens que participam dessas práticas nem sempre de forma consciente e responsável desmoralizam e desconhecem as consequências de seus atos ou sabem muito bem o que fazem e querem mesmo desmoralizar as autoridades dos Aparelhos de Repressão do Estado. De uma forma ou de outra que esteja acontecendo, o ECA precisa mudar. Por que os promotores dos eventos não convocam os “rolezinhos” dos jovens para doar sangue, pintar escolas públicas ou fazer alguma coisa útil em benefício da sociedade? Seria mais aceitável e menos prejudicial à todos!

Só que não é tão simples acabar com a prática predatória porque a Justiça já deu ganho de causa aos promotores dos “rolezinhos” irresponsáveis,  justificando que ninguém pode ser proibido de fazer o que quiser. Está certo! Mas, também, nenhum jovem ou adolescente pode ser responsabilizado criminalmente porque são todos protegidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. Como resolver o problema, então, para acabar com os atos de vandalismo, roubos e destruição do patrimônio privado?

Uma das possíveis soluções, que os jovens não aceitarão por ser uma forma de protesto dos jovens, é exigir que todo “rolezinho” seja promovido por uma pessoa adulta, não protegido pelo ECA, que poderia ser responsabilizado civil e criminalmente, além de arcar com os danos morais que os participantes cometessem durante o evento.

A outra forma, autoritária, contudo, seria simplesmente proibir aos jovens promoverem o “rolezinho” o que feriria o direito constitucional de ir e vir. Uma medida mais democrática, mas demorada, seria iniciar o processo de discussão de mudanças no ECA, reduzindo a idade penal para 16 anos, especificamente para esses casos que estão sendo registrados durante a  participação  em “rolezinhos”.  Depois, se poderia continuar discutindo a redução da maioridade penal dos jovens, de uma forma geral!

Medidas para evitar que os “rolezinhos” continuem causando prejuízos a terceiros e de forma democrática e transparente, existem e são possíveis de serem implantadas. Mas resta saber se as autoridades do país se unirão em uma espécie de “Operação Mãos Limpas para o Brasil” e mudar o que precisa ser mudado, antes que a democracia excessiva e cheia de direitos sem obrigações ou responsabilidades acabe destruindo com o país. Democracia também é o direito de “o empresário exercer sua atividade, com a garantia de seu direito”.

11 comentários:

  1. Ainda nao entendir muito,essa acao dos Rolezinhos.Role= a dançar.Zinhos=menoria.
    Deve ter surgindo na America quando as pessoas de pele negra, eram tratados como nada.Acho que deveria que ter uma justa causa p esses jovens.Devemos,escultar os jovens e ajudar,nos comflitos.Tenho a plena impressao que nos adultos nao estamos preparados,para mudanças e como evitar,todo esse trastorno que os jovens quem trasmitir.Nossa educaçao é nulo,nosso sistema em todos os ramos nao melhor em nada.Somos atrasados e tudo caminha,super,devagar.Como voces querem que os jovens,reajas.Eu reagiria da mesma maneira,manipulando.Somos manipulados pelos nossos politicos e acho que os jovens estao,manipulados e muitos deles sabem o que estao fazendo.Eu faria a mesma coisa.Falta de educaçao dar nossos, politicos e pronto.Por que cencurar,jovens que entenderam isso.Sei que nao é como no meu tempo,vivido c uma ditadura.Mas se nos queremos Paz,dos Rolezinhos.Nossos politicos,tem que mudar e nos maduros tanbem.
    Fica aqui um forte abraço
    Maria Botelho Hischi
    Ch-suiça

    ResponderExcluir
  2. Thiago Oliveira/Psol5 de agosto de 2014 15:04

    Meu amigo e Jornalista Carlos Costa recebi inúmeras criticas deste grupo,ao aceituar sua opinião e postagem sobre o "ROLEZINHO"infelizmente jornais dentre outros órgão do meio de comunicação,estão penalizando ou julgando os atos do "Rolezinho"dentre outros Movimentos,esperamos que o srº ao qual tenho grande respeito,se redimir em nossa página e estudar mais a fundo o que realmente é os movimentos do"Rolezinhos"e o "Vem Pra Rua";.Vamos agradecer se assim fizer,para que nosso Grupo não venha o Banir desta página,que com toda certeza é de suma importância para conosco.

    Grupo Juventude Revolucionária Socialista do Amazonas

    ResponderExcluir
  3. João Batista (MG)5 de agosto de 2014 15:05



    Olá Carlos,
    Espero que estejam curtindo muito bem suas merecidas férias e que elas lhes tragam maravilhosas lembranças de paisagens e inesquecíveis momentos de convivência familiar..
    mande depois algumas fotos para curtirmos também a alegria de vocês....

    Sobre os "rolezinhos" , até que enfim apareceu um problema novo , para ajudar a gente a se esquecer um pouco dos problemas "recorrentes", que estamos cansados de ver noticiados em nossa mídia....

    Minha opinião é que qualquer forma de reunião ou manifestação desestruturada, desorganizada ou com o intuito de promover conflitos , vandalismo ou constrangimento público pode sim gerar grande conturbação social e com oso chamados "rolezinhos" esta situação não será diferente
    É um fato novo, que precisa ser tratado com cautela , justiça e principalmente "legitimidade" , para que as ações visando coibi-los não acabem se tornando também atos discriminatórios e instrumentos de "velados" e seculares preconceitos da nossa sociedade em geral.
    É preciso lembrar que este "livre direito de ir e vir", tem sim seus limites e que a ordem tem que prevalecer em qualquer sociedade organizada.
    Lembrar também que muitos daqueles jovens que participam dos "rolezinhos" são pessoas honestas, do bem, responsáveis, e não podem ser confundidos com os arruaceiros ou vândalos, que andam aprontando em quase todas as nossas manifestações populares.
    Lembrar também que nos mesmos espaços que a nossa sociedade quer proteger dos "rolezinhos", circulam muitos filhinhos de papai, de fortunas com procedência duvidosa, que também cometem atos de rebeldia juvenil, de vandalismo gratuito , que picham construções, que são usuários de álcool e outros tipos de drogas e que saem pelas ruas ateando fogo em mendigos e índios .. (aliás, por onde andam eles agora? , eis a questão....

    ResponderExcluir
  4. Escritora Adelma Correia Medrado David5 de agosto de 2014 15:08

    Oi Carlos,
    Parabéns, muito oportuno e também bem esclarecedor, seu comentário: OS “ROLEZINHOS” ESTÃO DESMORALIZANDO O BRASIL!

    Se não for nada feito para mudar o rumo desse movimento, aparentemente só de jovens, mas, pode mesmo, ser estratégicamente
    direcionado por fontes bem estruturadas e com objetivos definidos...poderemos infelizmente chegar a ver grandes tragédias sociais....
    Nossos poderes competentes estão coniventes, cruzando os braços ? .... uma vergonha!!!!
    A insatisfação social pode gerar muitas mudanças e muita dor também, serve de alerta para cada um de nós !

    ResponderExcluir
  5. Concordo com vc colega a,s, Carlos Costa

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Carlos: seus textos. como sempre, são bastante lúcidos pertinentes. Infelizmente, creio que você cometeu um equívoco na frase "um fenômeno social apoiado pela passividade do Governo Federal".
    Não creio que seja papel do Governo Federal ser ativo ou passivo nos fenômenos sociais localizados....A nível federal, o Governo dispõe de duas instituições policiais, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal e não vejo como poderiam atuar para resolver o problema dos rolezinhos...

    ResponderExcluir
  7. Academia Curvelana de Letras5 de agosto de 2014 15:17

    "Quanto aos" rolezinhos", agrupamento de adolescentes, cujos objetivos são tão somente se reunirem em shoppings, para se reencontrarem e compras fazerem, pensamos que, ainda que não se reúnam para depredar, destruir e roubar, alteram a rotina de vida dos comerciantes e compradores, provocando o caos, quando as pessoas, em debandada correm, assustadas com o tumulto, apavoradas com o que possa acontecer. Por essa razão, não vemos os rolezinhos como grupos saudáveis e, apesar de seus inocentes sonhos, consideramos-los, ignorando as suas bons intenções, deturpadores da ordem e da paz, já que ultrapassam os seus direitos, para usurparem o direito alheio. Aprendemos de nossos pais que nossos direitos terminam, assim que começam os direitos de nosso próximo. Daí pra frente, deve haver uma concordância prévia e amigável para que os mesmos se alternem ou se adequem. Do contrário, haverá o desrespeito ao ser, atropelado em seus sagrados direitos de ir e vir, de se manter em paz, sendo violadas as suas prerrogativas de privacidade, ainda quando não esteja só, mas entregue às suas atividades, atos e atitudes, usufruindo de sua cidadania livre e responsável. Esperamos que os rolezinhos sejam apenas mais uma onda nesse mar de irresponsabilidade, onde, por negligência dos pais, os filhos no caos se imergem. Que medidas severas não sejam tomadas, para não lhes ferir o ego adolescente e sonhador, mas que os levemos a compreender que, vivendo em sociedade, não podemos sacrificar o nosso semelhante, fixando-nos, tão apenas, em nossos sonhos de liberdade e descontração, quando isso o torna inseguro e o comércio se veja obrigado, pelas circunstâncias, a cerrar as portas."

    ResponderExcluir
  8. Tem dois dedos do PT nessa história. Primeiro o prefeito Haddad do PT SP, proibiu os bailes Funks nas ruas. Acertou porque era uma putaria. Aconteceu o primeiro rolezinho e a ministra da Igualdade Racial Luiza Barros PT disse que a policia e os frequentadores dos shoppings de SP discriminavam os jovens negros. . Os negros entraram na briga e tem muitos rolezinhos brancos pê da vida porque estão fora das cotas raciais. Em entrevista a Rede Globo um dos lideres dos rolezinhos cujos pais são empresários disse que usa tênis de 1000 reais e que sempre comprou tudo nos shoppings e que eles só queriam beijar na boca e cantar Funk , e ficarem famosos. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  9. Fórum do Movimento Ambientalista do Paraná5 de agosto de 2014 15:24

    Pra mim a coisa é simples. Os pais são responsáveis pelos atos de seus filhos. Fizeram "caca"... aciona os pais na justiça. Não fizeram... tudo bem.

    ResponderExcluir
  10. A realidade é essa: mais liberdade para menores de idade e criminosos e menos direitos aos que trabalham e são honestos. Saudações!

    ResponderExcluir
  11. Isso é confundir liberdade com libertinagem... Ninguém pode ser impedido de frequentar shopping, supermercado, feirinha. Mas todos têm a obrigação de se comportar de acordo com o bom convívio. Lugar de manifestação é na rua, se fosse o caso. Protestar é um direito, mas que o façam direito!

    ResponderExcluir