quinta-feira, 9 de julho de 2015

PONTA NEGRA...!


Despiram-te em nome do progresso 
e te vestiram do lado avesso, 
mataram-te de morte saudosista 
da retina de meus óculos bi focal, de 7,5 graus!
(e sem lateralidade de visão!)

Cadê tuas as tuas árvores e pedras naturais da prainha? 
(os casais de enamorados se escondiam por trás delas), 
E os teus pés cajueiros que te davam uma beleza única e selvagem?
quando caminhava em tuas areias brancas
olhando minha sombra refletida em tuas águas escuras,
(sentia vontade de mergulhar, mas estava trabalhando)
com minhas sandálias havaianas, oferecendo picolé
(um dos poucos luxos que podia me dar!)
oferecendo picolé, andando de cima para baixo e de baixo para cima! 

O que fizeram de ti Ponta Negra?
Te  embelezaram artificialmente,  tanto 
que te deixaram nua!
com as tuas costuras do avesso se deixando ver
Ah, Ponta Negra!
que engoliu e matou pessoas desacostumadas
com a tua nova profundidade, 
o que fizeram de ti?
Ponta Negra!
podes até ter ficado mais bonita
para os turistas, moradores dos luxuosos prédios erguidos em tua orla,
mas ficastes horrível para mim
(Tiram tua nobreza e imponência selvagem do passado!)

Não te reconheço mais, 
Ah! Ponta Negra de minha infância pobre
Eu  pergunto:
Será que valeram os sacrifícios de tantas de vidas perdidas, 
dos gastos, da tua atual e superficial imponência
se não poderei mais te ver em tua original naturalidade?

Ah, Ponta Negra!
Te embelezaram tanto artificialmente
que não tenho mais emoção para te ver nua!
sinto vergonha, apesar de estares bela!

10 comentários:

  1. Vc tem toda racao o homen muda tudo o q deus faz de bonito

    ResponderExcluir
  2. Sandra Maia/poetisa9 de julho de 2015 10:30

    Nossa! Que lindo Carlos Costa, genial!

    ResponderExcluir
  3. Ponta Negra (em Natal RN) foi palco de todos os meus romances, e hoje choro de tristeza. Acabou-se, Ponta Negra. Compartilho do mesmo sentimento, a artificialidade mata a beleza. Fica em paz!

    ResponderExcluir
  4. KEILA MARIA/POETISA DE BRASÍLIA9 de julho de 2015 12:47

    É isso o que o progresso faz- muda a beleza natural... que pena...
    Belíssimo texto, amigo Carlos Costa!

    ResponderExcluir
  5. Hilma Otter-de Carvalho/Holanda9 de julho de 2015 14:12

    Bravo, Carlos! É um fato de fato. Quem a viu não reconhece jamais. Vc escreveu e a descreveu justamente.
    O progresso roubou-nos toda a natureza encantadora. O turista, principalmente o Europeu, fica inconsolável com a natureza escassa que a nossa cidade e o Amazonas restou.

    ResponderExcluir
  6. Doroteia Calado.9 de julho de 2015 14:14

    .A Ponta Negra está linda, revitalizada, porém perdeu a sua beleza natural. É o "progresso" modificando a nossa floresta.

    ResponderExcluir
  7. Dalva Agne Lynch (Escritora)9 de julho de 2015 14:48

    QUE COISA MAIS LINDA!

    ResponderExcluir
  8. Roberval Vieira/jornalista13 de julho de 2015 15:52

    Muito lindo sua declaração de amor e de saudade para a velha Ponta Negra onde tantas vezes amei meus amores eventuais. Muito lindo seu poema prezado amigo e escritor Carlos Costa. Tenha uma boa noite meu velho amigo.

    ResponderExcluir