quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A CAMPANHA POLÍTICA ESQUENTOU NO BRASIL


Como anunciava o mais famoso locutor de jóquei do Brasil, Ernani Pires Ferreira ao final de suas narrativas: “e cruzam a faixa final”, o mesmo não se poderá dizer sobre a corrida presidencial. Duas candidatas que se mantém “cabeça com cabeça” nas pesquisas, usando o condenável processo de denúncias e trocando coices ao vento. Tudo poderá acontecer até o final da corrida do jóquei, digo, da corrida presidencial, mas principalmente cobranças e protestos da sociedade dias após a vencedora assumir o cargo, seja quem for, porque terá que conceder reajustes de preços para energia elétrica e investir nas promessas que fez durante a campanha, que nem sempre serão cumpridas porque o Governo Federal está muito ingressado e com excesso de burocracia para evitar desvios de recursos e fraudes, nem sempre evitáveis por pura falta de caráter de muitos administradores públicos, que transformam o público em privado e enriquecem!

Mas, a campanha presidencial está esquentando. Denúncias preocupantes contra a candidata que mais cresceu nas pesquisas, estão sendo veiculadas pelas redes sociais. Seriam verdadeiras? Seriam mentirosas? Os que são contra Dilma, dizem que as denúncias são feitas pelo  o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva? Isso seria verdade? Lula usaria o mesmo veneno denuncista que também sofreu? Não acredito, mas tudo pode ser verdade para que o PT continue no poder. Mas, será que essa onda de denuncismo pelas redes sociais engrandece ou empobrece o regime democrático? Já vi esse filme antes, só que em preto e branco, só que menos nítido! Era um tal de dossiê contra Lula, até uma filha bastarda foi usada contra ele!

Na questão social mais grave do Brasil, o aparato policial utilizado para a desocupação de um hotel invadido por famílias integrantes de um movimento que luta por moradias em SP me pareceu coisa de filme de guerra. Durante o despejo, vândalos que nada tinham a ver com o problema de moradia se aproveitaram do tumultuo e saquearam lojas, destruiriam patrimônio público que é de todos, queimaram ônibus e outros atos não diretamente decorrentes do problema social gravíssimo que ainda é a falta de moradia no país. Por que o Governo Federal não faz um levantamento para conhecer todo o patrimônio abandonado que possui e os destina à “Minha Casa, Minha Vida”. Com pequenas reformas, poderiam servir de abrigo para muitas pessoas, do que insistir em um projeto que serve mais para desviar e enriquecer políticos com recursos públicos do que para quem precisa de moradia.  

Mesmo a presidente Dilma Rousseff, tendo anunciado em seu último programa “Café com a presidente” que “mais de dois milhões de moradias foram contratadas pelo Governo Federal”, por meio do programa “Minha casa, Minha vida” e outras 1,4 milhão de residências já teriam sido entregues à população, parece que nada aconteceu porque continuam os problemas da falta de moradia, saúde, saneamento, educação, segurança, só para citar alguns. Esses problemas continuam sendo crônicos no Brasil e aparecem mais fortemente na época eleitoral. Isso parece normal porque foi aceito pacificamente pela sociedade e os marqueteiros procuram inflamar ainda mais com novas promessas e os candidatos a cargos majoritários caem em suas “estratégias de marketing”  muito bem pensadas e elaboradas. 

Lembro que durante o Governo humanista de José Lindoso, no Amazonas, na década de 80, havia muitos pedintes hansenianos nas ruas da capital, em situação deplorável, se arrastando pelo asfalto a qualquer hora do dia. O governo decidiu construir casas para todos no bairro 11 de Maio, adquiriu fogão, geladeira e os colocou dentro, aprovou lei em que o Estado assumia mensalmente o pagamento de um salário-mínimo para todos, construiu hortas comunitárias, fábricas de tijolos e fez benfeitorias no bairro. Junto com essa ação social humanitária, o Governo fez campanha na TV e rádio pedindo para a população não desse mais esmolas aos pedintes  hansenianos, mas só após a provação da Lei. O que aconteceu? Uma grande maioria vendeu suas casas com tudo dentro para famílias não hansenianas e voltou a mendigar no centro de Manaus. O mesmo pode estar ocorrendo também no programa Minha Casa, Minha Vida.

De certo mesmo é que o Brasil esquentou literalmente com a campanha eleitoral e parece que está queimando o cérebro dos “assessores” políticos em busca de mais fatos nascidos “dessa militância esquerdista denuncista” como dizia o famoso e inesquecível personagem de Dias Gomes, Odorico Paraguaçu, para responder às críticas de seus adversários à administração na cidade fictícia de Sucupira. Também correm pelas redes sociais denúncias de outros tipos vindos de revistas tidas como sérias e estão garantindo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estaria por trás de todas elas, mas não sei se isso poderia ser verdade. Até essa enorme repercussão dada a desvios financeiros na Petrobras, para atingir Dilma Rousseff, presidente de seu Conselho de Administração na época dos fatos, me parece ser fruto da inimaginável mente fértil dos marqueteiros de plantão

A polarização da campanha e as acusações entre as candidaturas do PT e PSB, o  candidato do PSDB está se aproveitando para angariar mais votos e subir nas  pesquisas pela  corrida eleitoral que entre as duas candidaturas que se polarizaram está “corpo a corpo ou parelha a parelha”, como narrava o saudoso Ernani Pires Ferreira sempre ao final das corridas de cavalo no Joquei Clube. Ele só não poderá anunciar “e cruzam a linha de chegada” porque o mais famoso locutor do turfe brasileiro faleceu aos 77 anos depois de dois dias, internado no Hospital Espanhol, no centro do RJ, vítima de parada cardiorrespiratória. 

Quem vencerá essa disputa? Nem Ernani Pires Ferreira poderá dizer, porque os candidatos continuam se dando coice na reta final de chegada e vencerá a “pangaré” que resistir a tantas denúncias, o mesmo tipo que faziam contra o ex-presidente Lula. Na democracia do Brasil, é veneno contraveneno e, se não morrer antes vítima das venenosas denúncias poderá subir a rampa presidencial, embora um pouco fragilizada e terá que unir o Brasil e enfrentar a dura realidade de ter que ser pressionada para conceder reajustes de preços para vários setores da economia que ficaram engasgados nas gavetas da burocracia da corrida eleitoral.

Quem quer que vença, seja bem-vinda ao Brasil real e não ao Brasil montado pelos marqueteiros políticos, que ora está perfeito, em outro momento está destroçado pelo partido que “ai está”, como os políticos diziam na época do Governo Militar!

7 comentários:

  1. Waltair Prata Carvalho18 de setembro de 2014 11:24

    Caro Carlos Costa, bom dia!

    Realmente, até parece um pangaré, de tão magra, mas que vem levando muitos coices, ora da assumida bem feitora e protetora de toda a nação miserável e analfabeta, que aceita o clima de terror criado pela agressora e por seu criador e mentor, cego e desmemoriado, ora pelo PSDB, que nunca aprendeu a ser oposição, mas que agora, desesperado, assume postura denuncista e questionadora dos desfeitos do PT, quando deveria ter feito e/ou assim atuado, ao longo dos últimos 12 anos do PT.



    Agora, que as denúncias do esquema absurdo de desvios financeiros astronômicos na Petrobrás, feita por quem estava lá dentro e que nada poderia temer, se nada tivesse ou houvesse, ao ponto de negociar redução de pena, é indiscutível, já que estão dando o tiro no próprio pé, bem como assim confirmaram ao votar por seção aberta na CPI, assegurando que o delator não falace, deveria servir à todos aqueles que realmente ganham seu sustento honestamente, como indicativo de que deveriam excluir tais corruptos e corruptores do processo eleitoral, negando-lhes o voto.



    Forte abraço.

    Vamos às urnas!

    WPC

    ResponderExcluir
  2. Sou contra a corrupção e os corruptores,

    E é exatamente por isso que defendo o nome de Dilma e o não retorno dos "engavetadores gerais" da República.

    Dilma Presidente.

    ResponderExcluir
  3. Olá Carlos.
    Não gosto e nunca gostei de Marina. Não gosto dessa postura messiãnica dela. Não gosto do Apecio. Não sei se é´verdade o seu vicio em cocaina.Não posso confiar em um pessoa supostamente viciada. Voto na Dilma no primeiro e segundo turno. Se marina vencer, vou torcer para que tudo de certo para ella e par o Brasil. Não sou do time quanto pior melhor.
    Ceição.

    ResponderExcluir

  4. Pelo jeito você apoia o politico mais corrupto que o Brasil teve que é o Lula. Agora não é mais preciso caluniar ele .Os fatos estão aí claríssimos. Mensalão um e dois e acho que o terceiro se a Dilma cair vai aparecer. Eu não acredito que o Lula seja contra a Marina porque ela esta se vangloriando de ter lutado para que o Lula chegasse ao poder. E fala da falta de experiência dela e dele. Com que moral a Marina vai apoiar a investigação da fortuna do filho do Lula e as provas de que o Lula é o chefão do mensalão? Vou votar no Aécio porque é o mais competente e acho que é mais seguro para o Brasil. Os candidatos do PSDB pelo menos não estão usando os computadores da Petrobras e do planalto, os computadores da prefeitura de Guarulhos para mudar o perfil dos outros candidatos e caluniar. Votar na Marina ou na Dilma é votar no PT novamente e o Lula precisa ir pra cadeia.

    ResponderExcluir
  5. O que disseram sobre o Lula e a Dilma é um mosquito diante da sujeira dos dois. Pelo jeito você é defensor do esquema dele que não sabia de nada sobre o mensalão 1 e do esquema da Dilma sobre o mensalão 2 da Petrobrás. Alguns homens negam as estrelas, outros o sol, são os cegos.

    ResponderExcluir
  6. Arrogância, neguinho de terceiro mundo já tem direito ao trabalho ainda quer ter direito a IDEIAS e SONHOS?

    ResponderExcluir
  7. No Brasil sempre existiu corrupçao,na ditadura alguns ministros tinham contas no exterior e tudo era camuflado e ate hoje nao sabemos o que aconteu com o dinheiro publico.Hoje temos uma democracia e temos,direito de mais trasparencia.Mais,ainda estamos espelhados nos nossos politicos.Nos corrupimos,quando estacionamos em lugar de deficiente,e achamos que estamos certo,ou em lugar proibido,nos nao respeitamos as leis é uma desordem total,ou p resolver qualquer problema temos que ter advogados,nossos cartorios sao caoticos,p nao falar outra coisa,por respeito.Bom com o povo fala com o jeitinho brasileiro.
    Bom a esperança é a ultima que morre,ate agora nao sei em quem votar.Acho que vamos nos surprender com o resultado. O Brasil esta mudando.

    ResponderExcluir