sábado, 20 de setembro de 2014

"POEMINHO DO CONTRA” II OU POEMA DE MINHA ILUSÃO (à Mário Quintana)


Enquanto tomo café, ouço canto de pássaros  
(ainda livres).
Da cozinha, sorrio e avisto periquitos desesperados.
(ainda livres)
No rádio, ouço promessas de políticos em campanha.
(ainda livres)
Vários e velhos políticos corruptos que estão aí 
(ainda livres)
impedindo atrapalhando o som dos pássaros e do Brasil
(prometendo o que não cumprirão)
passarão.
Continuarei, ouvindo o canto dos pássaros 
livres na árvore...
(como um prisioneiro na solidão, 
desistindo da esperança)

8 comentários:

  1. Mary Patrocínio Ananias20 de setembro de 2014 17:21

    Lindo por inteiro! Obrigada.. Feliz noite, bjs

    ResponderExcluir
  2. Magnífico Carlos. Os presentes divinos são eternos, os dos homens passageiros. Muito bom, parabéns. Abs.

    ResponderExcluir
  3. Para Cruzar o Atlântico22 de setembro de 2014 09:44

    Simplesmente lindo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. é o dia a dia de uma pessoa,maravilhosa e muito sencivel,as vezes os passaros aqui estao no galho,seco,mais lotados de neve e estao felizes,com com sua natureza.sento no balcal da minha cozinha e observo se nao fosse os gatos dos meus vizinhos teria,bem mais passaros no meu quintal.Eu tbm,estou escultando as



    noticias no radio,internet que tenho ha 15anos e ainda funciona.Tambem entru, em depresao com as noticias do Brasil,que Saude,Educaçao,trasporte,nao funciona,nao entendo, ate hoje.E nossos politicos, sempre,soberam como funcionava porque eles estavam sempre aqui,na ditatura a maioria tinha conta aqui,Hoje eles devem ter conta em outro pais.
    Ainda bem q vc Carlos ,lembra dos pasaros que ficam agitados.
    Maria Hirschi
    Swiss

    ResponderExcluir
  5. Não desista. Mario Quintana advertiu sobre a possibilidade de caírem as penas das asas de nosso anjo da guarda, mas eh melhor que nosso anjo não possa voar para levar nossa alma para o céu do que viver aqui sem esperança. Não desista. Um abraço e bom final de semana.



    ResponderExcluir
  6. Jamais,desistir foi meu lema.So que nao aceito o meu povo,em concordar em tudo e nao deixarr nossos,povo viver.

    ResponderExcluir