quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

DESEJOS UTÓPICOS...(à radialista Magali Fortes, da Rádio Cidade - Mao - Am)


...que o Natal seja menos comercial e mais fraterno, humano e verdadeiro! 

...que todos os 365 dias e 6 horas do ano sejam vividos sempre como se fosse um dia de Natal antecipado! Seria perfeito!

...que todos os adolescentes protegidos pelo ECA, pensem duas ou mais vezes antes de apertar o gatilho, matar um pai de família, para adquirir mais pedras de crack e consumi-las. Que mereçam tratamento químico em clínicas públicas, construídas e mantidas pelos Governos, oferecendo-lhes recuperação e livrando-os da dependência química e que se tornem menos violentos e desumanos, não diferenciando o que venha ser um dia de matar para continuar vivendo no vício, perambulando pelas calçadas, muitas vezes se prostituindo, principalmente as adolescentes, de um dia de Natal!

...que as pessoas pensem mais no que farão depois das festas de Natal! 

Por que o Natal não é todos os dias? Assim, haveria mais humanidade entre as pessoas e todas poderiam ser mais felizes ou tristes como eu fico. A data, triste para mim se tornou um maro dia comercial e poucos lembram o porquê de sua razão de sua existência! Não é a data do nascimento de Cristo, mas a sociedade, a Igreja Católica e a mídia, dizem que sim: no dia 25 de dezembro, Jesus teria nascido, mas não foi! Não se sabe ao certo a data em que Jesus nascera, mas não será sobre historicidade e discussões filosóficas infindáveis e inúteis ou se foi ou não foi nessa data que Jesus teria nascido, o sentido dessa crônica! 

Para muitos, principalmente os comerciantes, passou a ser uma época feliz! Mas por que o Natal não passa a ser em todos os dias do ano? Jesus nasce e morre todos os dias pela crueldade das pessoas não lhes dão mais importância! A data perdeu seu sentido humanitário? Por que as pessoas só se irmanam só na época de Natal, se confraternizam, se veem, se visitam e no resto do ano se esquecem? Por que as portas dos vizinhos do condomínio, se abrem para recebê-los no Natal, mas se fecham nos outros nos dias seguintes? Por que as pessoas só se tornam amigas nessa época e no resto do ano não se cumprimentam? Por quê, será?

Meus desejos utópicos se realizarão quando as pessoas deixarem de ser individuais e passarem a ser coletivas, deixarem de pensar só no seu “eu” interior e passarem a pensar no coletivo! Pedirei uma utopia possível: com fé em Deus, quero de ficar curado das bactérias que se apossaram de meu corpo nos últimos 9 anos. Ainda quero ver pessoas recebendo atendimentos médicos decentes, educação de qualidade, não entrando em filas para conseguir fichas para consultas com médico e nem sempre consegui-las. Isso ocorrendo, me sentirei feliz porque verei que o Brasil reinvestirá o dinheiro dos impostos que arrecada em tudo, em áreas sociais.

Enfim, prefiro ser um sonhador do que ser um omisso...!

Por que será que nessa época de final do ano se deseja tanto “feliz natal”, saúde e paz para o mundo, quando o mundo continua despejando bombas contra pessoas  inocentes e indefesas que nada fizeram contra quem inocentemente lhes mata! Por que será, hem? Não seria mais fácil destinar o dinheiro gasto na compra de armas, à aquisição de amor, carinho e desejos sinceros e realizáveis e tornar todos os dias um Feliz Natal e Próspero Ano Novo? 

Contrariando ao que todos fazem, não desejarei nada de feliz natal, próspero ano novo e paz para o mundo. Meu desejo é mais simples: apenas desejo que o Governo atenda melhor sua área social e menos aos políticos corruptos que sugam o país e gastam milhões em campanhas e depois tentam recuperá-los em contratos fraudulentos, esquemas de licitações dirigidas, empresas fantasmas lhes oferecendo notas fiscais, enfim! Digam-me que meu sonho não será impossível e que o verei realizado antes de partir, levado pelas bactérias incuráveis para a medicina que vivem alojadas em meu cérebro e estão me enfraquecendo a cada dia? Digam-me! 

Não quero morrer sem ter realizado pelo menos parte de meu sonho utópico: ver melhorias sociais ocorrendo no Brasil? Não quero mais ver o Brasil sendo vítima da corrupção, com tanta roubalheira descarada e advogados de defesa dizendo que seus clientes são inocentes e que provarão no decorrer do processo, embora sejam mais sujos do que pau de galinheiro?! É...realmente, todos os maiores criminosos são inocentes até que a sentença transite em julgado. O problema é que, no Brasil, os Códigos atuais, ainda permitem muitos e intermináveis recursos protelatórios. 

Sonho e desejo a utopia de ver um Brasil decente. Será que esse sonho, delírio ou miragem de um idealista patriota não se realizará nunca? 

Talvez se realize! 

9 comentários:

  1. Concordo plenamente!

    ResponderExcluir
  2. José Maria Santana25 de dezembro de 2014 11:46

    Feliz Natal e Boas Festas

    ResponderExcluir
  3. Maria do Carmo Fraga - BH25 de dezembro de 2014 11:48

    Texto lindo, Carlos. Esse país que você descreve será realidade quando todos tiverem a consciência que você tem - extensiva, principalmente, conforme você diz, aos políticos. Natal me deixa meio tristonha, mas são amigos iguais a você, lúcidos e cidadãos, que amenizam esses momentos e a caminhada de todos os dias. Felicidade e saúde, sempre. Abraços,

    ResponderExcluir
  4. Texto mais do que oportuno, amigo Carlos Costa. Diante de tantas mazelas que nos entristecem e nos fazem perder as esperanças na racionalidade humana, devemos parar e pensar... e repensar em nossas atitudes, como cidadãos, seres humanos e por último, como irmãos, já que todos compartilhamos da mesma essência. E que a nossa atitude seja sempre a de nos acolhemos uns aos outros e estarmos nos analisando sempre, revendo nossas atitudes e conceitos, até para que não se tornem preconceitos. Que sejamos justos e capazes de uma boa escolha, sempre. É o que posso dizer.

    ResponderExcluir
  5. E que a paz de Deus e nosso Senhor Jesus Cristo estejam com você, amigo! Seja sempre essa pessoa abençoada e cheia de vigor!

    ResponderExcluir
  6. Prof.José Sefáfico26 de dezembro de 2014 13:47

    Meu caro Carlos,
    Sensibilizado com sua crônica, envio, com meus votos de SAÚDE e um ANO NOVO pleno de esperança, música composta por mim e meu filho Marcelo. Ela foi cantada em nossa festa de família, na noite de Natal.
    O abraço fraterno

    ResponderExcluir
  7. Belo texto,concordo com o autor:"Prefiro sonhar do que ser omisso..." .Dizia Nietzshe:"Nada é tão nosso quanto os nossos sonhos".Sonhemos!
    Um ótimo 2015,

    ResponderExcluir
  8. Maria do Carmo Mendonça31 de dezembro de 2014 10:06

    OBRIGADA! UM FELIZ ANO NOVO CHEIO DE REALIZAÇÕES.

    ResponderExcluir
  9. Carlos, quanto tempo! Mas nada como um dia após o outros para redescobertas. Estou bem. Tenho uma empresa de comunicação e achei seus textos lindos. Felicidades amigo! Um 2015 de grandes novidades!

    ResponderExcluir