terça-feira, 3 de maio de 2016

UM ROSTO PARA SOFIA! (CAMPANHA DA UNICEF)


Fantástico, impressionante e maravilhosa a criação feita pelos criadores efeitos especiais dos filmes Avatar e o Planeta dos Macacos  dando vida uma menina em 3D, chamada Sofia, com a fusão de centenas de crianças vítimas das guerras, a partir de 500 fotos de crianças retiradas do Sudão do Sul, Burundi, Ucrânia, Iêmen e diversos outros países atualmente em conflitos. Mas quem é Sofia e por que a Unicef,  das Nações Unidas decidiu tomar a iniciativa e oferecer-lhe um rosto? Andress Ericsson, porta voz, explicou que a Unicif “queria voz a esta emergência silenciosa” e conseguirá. O vídeo de Sofia, apresentado pela primeira vez, em Estocolmo, na Suécia, testemunha a violência e o exílio a que estão submetidas 250 milhões de crianças em todo o mundo.


“Meu nome é Sofia, tenho 10 anos, tive de fugir quando homens armados entraram em nossa casa. Meu nome é Sofia, tenho 7 anos, estou em um barco, faz frio, e água até meus joelhos. Meu nome é Sofia, tenho 5 anos, e queria voltar para a Escola”, afirme a menina virtual, que encara todos as crianças que tiveram suas vidas interrompidas pelas guerras.

No poema GUERRA! (in  livro (DES) CONSTRUÇÃO...1979 (Carlos Costa)  (Imprensa Oficial /Manaus,1979 e  Editora Valer/2013, Manaus ( blog carloscostajornalismo), afirmei que é apenas...“Estúpido confronto de opiniões, ideias, religiões, imposições, crenças e estupidez se matando com armas estrangeiras”,  O livro foi lançado no Atlético Rio Negro Clube, em 1978!


Afinal quem é Sofia, que procura um rosto e receber, uma voz e se fazer ouvir, ou quem seriam essas “Sofia`s” da vida que morrem todos os dias   estupradas, esganadas, assassinadas, baleadas ou violentadas, por motivos banais, políticos e/ou religiosos?  “O Mundo de Sofia”, do escritor Jostein Gearder, era só um mundo escondido de uma criança que queria saber e entender a realidade do mundo em que vivia e, através de cartas que chegavam à caixa de correio da menina Sofia perguntando coisas que “os adultos são incapazes de entender”, Gearder compôs um dos mais belos livros filosóficos, usando-as e explicando de forma simples e clara não só o mundo dos filósofos pré-socráticos como todo o universo filosófico. Tornou  claro o entendimento cruel da realidade vivida pelas  “sofia,s” ou “sabedorias” da vida  Na antiga Constantinopla, atual Estambul, cidade mais populosa da Turquia, existe a Basílica de Santa Sofia.  Ao contrário do que se possa pensar, não foi erguida em  homenageia uma santa, e sim Deus, que é a própria sabedoria, que deve estar deixando cegos os governantes mundiais. As Sofia,s da Unicef, só querem ser ouvidas, vistas e não desprezadas!

 

Conforme registros históricos, Sofia foi um nome muito popular nas famílias reais durante a Idade Media. A esposa do imperador Justino II se chamava Imperatriz Élia Sofia. Também existem muitas variantes deste nome nas línguas francesa, inglesa e alemã e Sophia  é bastante comum na Inglaterra e no Brasil!

 


Não quero só um rosto e uma voz, mas que o mundo da invisibilidade humanitário de Sofia seja resolvido e que nunca mais se repita de novo! 

5 comentários:

  1. Dhiogo Penssador3 de maio de 2016 10:51

    Sempre genial!

    ResponderExcluir
  2. Bela crônica... a tantas crianças "Sofias" pelo mundo precisando de proteção... Que Deus as proteja!!! Esse nome me lembra o filme" a escolha de Sofia "muito interessante

    ResponderExcluir
  3. Reginaldo Murillo4 de maio de 2016 15:27

    Crônica muito sensível! Parabéns

    ResponderExcluir
  4. Riusaku Watanabe4 de maio de 2016 15:29

    Sofia, capital da Bulgária, tem algo a ver?

    ResponderExcluir