segunda-feira, 22 de junho de 2015

O ELEITOR É CÚMPLICE E NÃO VÍTIMA DOS MAUS POLÍTICOS!


A população recebendo ordens de bandidos presos que usam celular livremente em prisões de segurança máximo, toca fogo em coletivos e depois essa mesma população reclama da falta de ônibus. 

Eu queria ao menos poder usar meu aparelho celular com a mesma tranquilidade e segurança que os presos os usam de dentro das prisões, que deveriam ser de segurança máxima, mas isso é uma grande piada porque até filmagens eles fazem de dentro das prisões, postam fotos em facebook e outras redes sociais... Isso já é palhaçada porque todos os presídios do Brasil funcionam como se fossem escritórios do crime organizado, principalmente os localizados em Estados do Nordeste!

A população reclama de falta de saúde; de postos médicos, de excesso filas; de médicos, mas destrói postos de saúde, postos médicos, antes mesmo de suas inaugurações; além disso, picham tudo e deixam suas marcas registradas para se mostrarem para outros grupos como se estivessem dizendo “fui eu que invadi, destruí tudo e ninguém me pega”

A população reclama da truculência da polícia militar, mas recorre sempre a ela quando precisa. Reclama das balas perdidas que sempre têm endereço certo. Será que a população desarmada terá que passar a usar coletes para se proteger dos tiros. Qual  o tipo de colete que usarão para se livrar do calibre das balas cada vez mais potentes. Sem falar nas bananas de dinamite que passaram a explodir em caixas eletrônicos

A população honesta reclama contra a corrupção, faz protestos e passeatas, mas nesse ponto vejo uma situação contraditória: não haveria tantos corruptos se os eleitores não os elegessem! 

Na Câmara do Município de Parauapebas, no Sul do Pará, com 15 vereadores e uma sessão parlamentar por semana, gasta um horror lavando 40 carros alugados, comprando comida para os vereadores que se reúnem uma vez por semana, mas comem e tomam café demais porque o dono do Supermercado Baratão, Edmar Cavalcante, Edmar Cavalcante de Oliveira, por acaso também dono da locadora e do lava a jato da cidade, faturou para a Câmara uma tonelada de café. 

O vereador preso Odilon Rocha Sanção, do Partido Solidariedade foi muito sincero ao dizer para todo mundo ouvir “valor que o vereador ganha aqui se não for  corrupto, não tenha nenhuma dúvida, que  ele mal se sustenta durante o ano” . Isso foi dito durante uma manifestação de professores reivindicando melhores salários, condições de trabalho e transporte digno para os alunos da área rural. Também durante a mesma manifestação na Câmara Municipal o major PM Mactra, olhando para diversos cartazes usados como protesto pelos professores que gritavam contra a corrupção e pediam melhorias, disse simplesmente: “pode rasgar a boca, o que quiser ai, que eu tô c...e andando”. Será que ele se reelegerá de novo? Talvez!

Diante de tudo isso e como foram os eleitores que colocaram os vereadores na Câmara a conclusão a que chego é que o povo é cúmplice em tudo o que reclama, reivindica e protesta e não vítima como se faz, sempre porque todos possuem Título Eleitoral, mas não o usam como arma para extirpar de uma vez esses péssimos exemplos da nossa sociedade. 

E o pior é que os partidos políticos também são cúmplices e coniventes com toda essa corrupção que ocorre no Brasil. Todos escolhem sempre os candidatos com maior densidade eleitoral, mesmo que tenham baixa reputação e dignidade!

7 comentários:

  1. Cada povo tem o governo que merece.

    ResponderExcluir
  2. Você está coberto de razão amigo , o povo é cúmplice , troca seu voto por um. Saco de comida !

    ResponderExcluir
  3. Mário José Guimaraes22 de junho de 2015 15:51

    São por essas e outras que defendo a desobrigatoriedade do voto. Voto obrigatório não combina com a minha condição de homem livre. Não é essa a democracia que defendo.

    ResponderExcluir
  4. Mário José Guimaraes22 de junho de 2015 15:55

    Nisso, precisamos aprender com os americanos. No Brasil, existem certas leis que são impensáveis na cabeça do cidadão comum americano: voto obrigatório, serviço militar obrigatório. Precisamos, urgentemente, suprimir essas excrescências de nosso ordenamento jurídico. São essas peculiaridades negativas que tornam nossa democracia menor e o homem brasileiro, um cidadão de terceira categoria.

    ResponderExcluir
  5. Magela Peixoto Monteiro Peixoto22 de junho de 2015 16:09

    A triste realidade de um país onde o povo é alienado e tão corrupto quanto os políticos, pois vende o seu direito de cidadania por programas sociais, que tornam-se um círculo vicioso da pobreza, da miséria e da falta de informação.

    ResponderExcluir
  6. Tens razão! Concordo plenamente.

    ResponderExcluir
  7. Luiz Castro;deputado estadual22 de junho de 2015 18:04

    Ciclo vicioso...São poucos os que não se deixam corromper. Mas vc está certo quando afirma que muitos eleitores se tornam algozes de si próprios ao votar em políticos que não priorizam o bem comum

    ResponderExcluir