segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

LUA NUA! (22.01.15)


Lua, por que te arreganhas 
também para mim ao ficar cheia 
se só posso admira-te e não te ter?
Na tua luminosidade indecente e desejada
(Mostras as tuas entranha). 
O teu assanhamento de desejo orgásmico, 
Por que também revelas para todos,
até o lendário e imaginário cavalo de São Jorge?
Se não podes ser só minha
prefiro não ver-te em tua nudez total 
Isso faz aumentar
meu ciúme.  A tristeza me consome
por te ver  bela, cheia e arreganhada,
sem tê-la só para mim,
em meus braços para um colóquio amoroso! 
beijar-te no corpo iluminado.
quero acariciar com a mão o dorso do cavalo que hospedas!
(Sem sentir ciúmes)
Como és dos poetas e amantes 
que te olham e desejam
Sei apenas que és a lua, (toda nua).
Não sei por que me causa tantas tristezas
com tua nudez e tamanha beleza! 

15 comentários:

  1. Muito lindo, um show !

    ResponderExcluir
  2. Hummmm tava inspirado ne amigo!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!!! Lindo poema!!!

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema carlos....parabens 💖

    ResponderExcluir
  5. Luiz Castro/deputado estadual no AM25 de janeiro de 2016 17:25

    Vc está inspirado

    ResponderExcluir
  6. Graça Guerreiro/Natal25 de janeiro de 2016 18:26

    Muito bem colocadas as palavras com um pouco de romantismo.
    Perfeito gostei!!
    boa noite Carlos.

    ResponderExcluir
  7. Carlos tua lua eh nua e ainda continua crua.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. JURACY Pe reina dos Santos1 de fevereiro de 2016 02:14

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Juracy Santos Peteira1 de fevereiro de 2016 02:18

    Muito bom meu caro colega,
    sso é muito lindo

    ResponderExcluir