quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

A VIDA QUE LEVO...!


Durmo

Ouvindo orquestra afinada de pássaros.
Acordo
Com matilhas desafinadas no Condomínio Mundi:

Essa é a vida que levo!
Um escravo do celular!
Que uso para anotar tudo e

Não podendo desligar!

2 comentários:

  1. Simone Hyssa Abraão9 de fevereiro de 2017 12:07

    Que lindo Carlos

    ResponderExcluir
  2. Pois é Carlos, Temos sim às nossas mãos e à nossa disposição várias tecnologias, masprecisamos definir bem até que ponto elas podem nos servir, pois muitas vezes elas acabam te sobrecarregando, roubando inclusive seu tempo e energia. Assim como em outros itens de consumo, acho que os aplicativos e outras parafernálias que dipomos, devem ter valor apenas para o que nos servem, cada um tem seu universo de necessidades proprias e específicas, e ter somente por capricho ou vaidade não é a melhor forma de coinduzir suas utilizações.
    Eu não tenho vergonha alguma em dizer que , embora conheça muitos recursos de busca e outros da internet, só a uso para fins específicos e necessários. Outros dispositivos que não vêm ao encontro do que preciso , eu simplesmete ignoro.
    Fiz recentemente uma viagem à Europa e não levei GPS ou aplicativos de localização. Fiz meu roteiro bem à moda antiga, dispondo apenas de mapas locais e regionais e, quando eu me perdia um pouco, descia do carro e procurava alguem para tomar alguma informação, o que , inclusive, me possibilitou conhecer pessoas bem cordiais e que acabaram se tornando meus amigos na viagem. Acho que estamos perdendo a oportunidade de conversar com as pessoas como no passadio. Hoje vemos varias pessoas ocupando o mesmo espaço fisico porem afastadois totalmente um dos outros pelos seus Whtts Zapps e outros mais.
    Vamos sim utilizar a tecnologia para o nosso bem, não para a nossa escravidão ;

    ResponderExcluir