sábado, 4 de fevereiro de 2017

INVERDADES E MEIAS VERDADES NAS REDES SOCIAIS!


“Compartilhe porque o Brasil inteiro precisa conhecer essa manobra aprovada na calada da noite...”. Esse é principal apelo de notícias mentirosas ou com meias verdades que circulam pelas redes sociais, para sensibilizar aos incautos úteis.  Notícias fantasiosas sem nexo, lógica entre causa e efeito e nem fonte confiável, hoje enganam mais do que conseguiam enganar no passado, sem redes sociais. Como jornalista, depois de concluído o curso de Assessoria de Comunicação Social Integrada no RJ e retornado para Manaus, e sendo considerado tarimbado por jornalistas mais jovens  por já  ter exercido os dois lados da mesma notícia, como Assessor de Imprensa e Editor Geral de Jornais ser considerado tarimbado, fazia  “balões de ensaios políticos” e “plantei notícias falsas” propositais para  .sentir no dia seguinte o que ocorreria na opinião pública e, no dia seguinte, orientar melhor com quem trabalhava.  Contudo, os tempos mudaram, as mentiras se sofisticaram e até leis já foram criadas e publicadas no “Diário Oficial da União” para parecer ainda mais verdadeiras e aumentar o apelo pelo compartilhamento. Foi assim que o prefeito Manoel Ribeiro conseguiu implantar a cobrança do Imposto Sobre Serviço em Manaus, quando era Editor Geral no Diário do Amazonas.

No dia da reeleição de Dilma Rousseff, um áudio matando o doleiro Alberto Yousseff, durante um exame em um hospital, o que foi desmentida pela Polícia Federal do Paraná, onde estava preso, dando início à “Operação Lava Jato”, durante o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff áudios anunciaram que os “vermelhos” estavam na fronteira  do Brasil, prontos para iniciar uma guerrilha para impedir o impedimento da presidente impopular, áudios de, supostos membros do Serviço Reservado do Exército, a PP2, pediam que a população do Brasil estocasse água, alimentos e remédios porque o país entraria em guerra, áudios de generais da reserva perguntavam pela Liberdade, que foi negada aos brasileiros durante sucessivos anos dos Governos Militares. Deram várias fazendas à Dilma Rousseff, no Pará, em nome de sua filha e contas secretas na Suíça teriam sido descobertas e insistentemente acusavam todos os simpatizantes, eleitores e membros do partido de PTrabalhas, etc.

De tudo que li de mentiras em redes sociais, uma delas foi uma suposta reforma da Lei Orgânica da Magistratura que beneficiaria filhos dos juízes e ministros em idade escolar até os 24 anos, depois  que o Ministro do STF Teori Zavascki,  já  havia convocado a senhora Marisa Letícia para depor, quando o viúvo Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que os que os órgãos da primeira dama seriam doados, profissionais da área de saúde se manifestaram em redes sociais garantindo que ela seria alcóolatra, sugeriam que o cérebro fosse doado a ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff e criaram uma tabela de idade para doação de cada órgão,  só que a Ex-primeira dama faleceu antes de completar seus 70 anos. Foi muita falta de respeito à esposa falecida do ex-presidente Lula.


As redes sociais, hoje no Brasil e no Mundo,  estão sendo usadas para o bem e para o mal, para fins sexuais e de chantagens virtuais, para extorquir incautos e também para promover encontros e protestos que mudam os rumos de um país, derrubam governo e fazem surgir piores ou melhores, como foi o caso do Brasil, que promoveu o impeachment de uma presidente eleita, que quis nomear um ex-presidente Lula para a Casa Civil. Não o fez porque  a população foi às ruas alegando que a nomeação de Lula seria para blindá-lo contra as investigações da Lava Jato. Contudo, o presidente Michel Temer, “promoveu” Moreira Franco e deu-lhe blindagem contra as mais de 30 acusações de executivos da Oderebrechet, que apura a Lava Jato.  Michel Temer, defendendo sua atitude, explicou que havia diferenças entre o que Dilma Rousseff queria fazer com Lula e fez com Moreira Franco, dando-lhe status de Ministro, blindando-o também. Agora, ele passa a ter fórum privilegiado e só poderá ser investigado pelo STF, como seria feito com o chefe da Casa Civil.  As redes sociais, agora  quase não  repercutiram esse fato, ninguém foi às ruas, como fizeram contra o Governo desgastado e impopular da ex-presidente Dilma Rousseff. Isso é difícil de entender, como uma situação mereceu revolta e repulsa da sociedade e outra exatamente igual, não passou de uma mera explicação da promoção e blindagem de Moreira Franco.

8 comentários:

  1. Ramito Antonio Fonsecs4 de fevereiro de 2017 15:27

    As meias verdades são mais danosas do que as mentiras. A mentira tem pernas curtas e rapidamente é desmascarada. Porém, a meia verdade, quando se instala nas mentes fracas, ela permanece alimentada pela incerteza e passa á ser considerada uma tortura que, muitas vezes, leva os afetados á odiarem os citados envolvidos. Isso, com certeza, é método científico de torturas utilizado pelos maiores facínoras da história da humanidade.

    ResponderExcluir
  2. Entre tantas mentiras, a blindagem do Moreira Franco feita pelo Temer, é uma grande verdade.

    ResponderExcluir
  3. Pura verdade amigo!

    ResponderExcluir
  4. verdade amigo! Também já cai numa noticia mentirosa como coce a descrevo de forma tão detalhista. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Não tem jeito, enquanto essa camarilha estiver por aí, livre,leve e solta.
    + 500 anos de depuração... No momento, sejamos o exemplo daquilo que julgamos certo. Já é muito bom
    Estou fora dos tiroteios midiáticos e em sua grande maioria, falsos.
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  6. Agora, meu irmão!!!!!! O Temer, com a cara mais deslavada do universo. CRIOU um ministério só pra alocar o Moreira Franco, esse já na condição de réu e citado 23 vezes em delaçoes premiadas e o que se vê?!?!?
    O pessoal com o rabo entre as pernas, todo mundo caladinho, sem manifestação e nada.

    ResponderExcluir
  7. É vergonhosa a nossa política realmente. O estrangeiro gosta do brasileiro. Mas quando vêem no comando de alguma coisa pensam hmm 'melhor não'. O Brasileiro tá emburrecendo, vejam a música, antes tínhamos, Vinícius, Tom Jobim, Ivan Lins, que tocavam nas rádios, chegamos ao fundo do poço.

    ResponderExcluir
  8. Alexandre de Moraes, ministro do STF erguidos da lava-jato; Moreira Franco vira ministro em um ministério criado só pra que ele ganhasse esse status, aprovam regime de urgência para votarem o fim da punição e anulação de partidos com contas irregulares; as reformas impopulares e letais para o povo sendo aprovadas à toque de toque de trombetas neoliberais e sem a consulta prévia das rrpresentatividades. Foi pra isso que a moçada brigou esperneou.
    Acho bem feito! Infelizmente sao todos que vão pagar.

    ResponderExcluir