quarta-feira, 27 de maio de 2015

ACORDO COM O TEMPO


Se o tempo
andasse ao meu lado, 
com ou sem mãos dadas, como bons e velhos amigos,
permitiria que ele me 
envelhecesse, me enrugasse o rosto, pintasse os cabelos a cada ano,
mas lhe proporia um acordo:
Ele não correria atrás de mim  
eu naturalmente iria ao seu encontro,
porque essa é a ordem natural da vida: 
se ir ao encontro da morte!
Mas o tempo é ditador!
e vai me atropelando, me fazendo mais frágil, 
colorindo meus cabelos,
envelhecendo-me a cada dia 13 de fevereiro,
mas não conversamos sobre nada.
Pediria ao tempo que deixasse de me perseguir
e permitirei que me leve quando chegar a ora
porque sei que um dia nos encontraremos
em uma rua qualquer de em um tempo qualquer  
(só não sei quando!)
A morte é a única certeza que temos da vida:
O resto, são detalhes e não quero me incomodar
Mas me incomodam muito e não posso ficar calado!

12 comentários:

  1. Marcia Portella/poetisa27 de maio de 2015 12:39

    Um acordo feito com maestria..

    ResponderExcluir
  2. Hilma Otter-de Carvalho/Holanda27 de maio de 2015 13:35

    Vc é um grande autor da grande arte. Aprecio-o.

    ResponderExcluir
  3. Divaldo Martins da Costa/Desembargador27 de maio de 2015 13:37

    Belo poema!!!

    ResponderExcluir
  4. Doroteia Calado/psicolog27 de maio de 2015 14:26

    Tema reflexivp que nos faz pensar

    ResponderExcluir
  5. Doroteia Calado/psicolog27 de maio de 2015 14:31

    Tema reflexivo que nos faz pensar

    ResponderExcluir
  6. Gustavo Adoias Bastos27 de maio de 2015 18:32

    Boa reflexão nos trouxe Carlos, meu caro. Reflexão por qual todos nós quiçá haveremos de passar um dia. Um abraço !

    ResponderExcluir
  7. O tempo, sempre o tempo, o nosso maior algoz, mas faz parte. Bela prosa poética! Bjs

    ResponderExcluir
  8. Claudete Andrads27 de maio de 2015 18:45

    Muito legal.

    ResponderExcluir
  9. O tempo passa, tudo passa e ele nos acompanha, com alegrias e tristezas cicatrizantes... É amigo você é um poeta real....!

    ResponderExcluir
  10. Francisco Bezerra/empresário28 de maio de 2015 13:00

    CARLOS COSTA,
    Tenho tentado por varios meios vencer o tempo que nunca para, cada dia faço isso, ainda não encontrando a formula, resolve cuidar da minha saude, fazendo exercícios fisicos tres por semana, correndo do estresse e levando a vida gozando os momentos prazeirosos que a mesma possa me proporcionar. Para alegrar os bons momentos record a musica do ZECA PAGADINHO: DEIXA A VIDA ME LEVAR..

    ResponderExcluir
  11. Augusto Neto/advogado28 de maio de 2015 15:05

    Querido irmão. Bom dia!

    Fantástico! De fato; ele é inexorável (o tempo). E se fosse possível tal pacto? A impossibilidade está em MT. 25:13 (...portanto,vigiai, pois não sabeis nem o dia nem a hora). Resta-me a esperança que os 13 de fevereiro se sucedam pois muitos mais anos e que estes, te sejam plenos e abundantes. Em se confirmando, todos nós (teus amigos e leitores) estaremos sendo brindados com tuas joias literárias.

    Que teu companheiro da família dos turdídeos (sabiá), continue a te visitar em tuas muitas manhãs.

    Fraternalmente.

    ResponderExcluir
  12. José Estanislau Filho12 de janeiro de 2016 17:34

    Beleza, Carlos.
    Abraço

    ResponderExcluir