sábado, 5 de março de 2016

LULA ESTÁ ZOMZO; NÃO MORTO! (FÊNIX NORDESTINO!)


Luiz Inácio Lula da Silva, foi atingido pela bala do Ministério Público Federal chamada de “suspeita de enriquecimento elicito no cargo”, mas não está morto. O ex-presidente do Brasil está sendo investigado por suspeita de ter recebido 30 milhões de reais de empreiteiras envolvidas nas investigações da Lava Jato, em forma de “benefícios” na reforma de sítio em Atibaia, apartamento triplex no Guarujá. Foi coercitivamente levado para prestar depoimento na Polícia Federal, que ele próprio classificou de um “espetáculo de pirotecnia”. Porém, como se fosse o pássaro mitológico grego Fênix, Lula poderá ressurgir mais forte ainda de suas próprias cinzas e dar a volta por cima, assumindo ou não pelo voto democrático, mais mandato eletivo. Se será candidato e eleito ou não, só os votos decidirão nas urnas. Foi muito emblemática a frase de Lula, no final de sua entrevista: “se queriam matar a jararaca, tinham que acertar na cabeça, e não no rabo”. Lula pode até não ter nada a ver com isso. Contudo o enriquecimento meteórico de seu filho Lulinha é muito estranho e precisa ser esclarecido: sair do nada e ser sócio de empresas e possuir um patrimônio milionário. Isso precisa ser investigado esclarecido, sim!

Lula já começou a ressurgir das cinzas na entrevista que prestou na sede do partido, no centro de SP. Nela, Lula disse que respondera as mesmas perguntas que sempre lhe fazem em todos os interrogatórios que prestara. Ele pode ter razão, mas o classificou de “perseguição de uma parte da mídia”, foi suficiente para começar a derreter ao sol suas as suas forças. Entretanto, não morreu definitivamente e poderá sair do episódio mais fortalecido e com mais popularidade elevada do que quando deixou a presidência da República e se poderá se tornar vítima de todos os episódios que está enfrentando. As investigações sobre o patrimônio de Lula, em seu nome ou de terceiros, dentro de um regime democrático, precisa ser investigado. As instituições são independentes e devem funcionar sem que um poder interfira no outro! Disse na entrevista que alguém teria que me dar-lhe as chaves do apartamento tríplex de Guarujá, porque não teria comprado e por isso, não lhe pertenceria. Disse que a elite brasileira está perseguindo todos programas  sociais que deixara, mas a presidente Dilma Rousseff  não conseguiu dar continuidade a eles, porque sua equipe econômica errou os programas econômicos e não previu o que poderia ocorrer em um cenário futuro. Nesse ponto, não são as elites que estão acabando os programas sociais deixados por Lula: mas a própria presidente Dilma Rousseff. O Estado gastou demais, a inflação voltou, a economia parou, regrediu e está tecnicamente vivendo uma grande recessão! 

Se voltará ou não para continuar aparelhando o Estado e fazer seu de novo o sucessor as urnas, democraticamente, dirão. Mas Lula é forte e politicamente esperto e sabe como conseguir apoio popular nas piores vicissitudes que enfrenta. Não foi por acaso que deixou o Nordeste, foi aluno do SENAC, perdeu um dedo e permaneceu por longos anos como presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Depois fundou o PT, se candidatou quatro vezes seguidas à Presidência da República e, na última, foi eleito. Lula é politicamente esperto e inteligente, apesar de não ser letrado. Como repórter de A NOTÍCIA e fui designado para cobertura da inauguração da Auditória Militar em Manaus, com o julgamento do então presidente sindicato dos metalúrgicos do ABC, Luiz Inácio Lula da Silva, acusado por um crime “supostamente” político ocorrido no então território federal do Acre, durante uma greve apoiada pelos metalúrgicos do ABC. Foi absolvido porque não poderia ser onipresente: estar liderando greve de metalúrgico, paralisando fábricas de automóveis durante o Regime Militar e, ao mesmo tempo, matar uma pessoa no Território Federal do Acre. Lula, absolvido, tirou proveito positivo da mídia. Agora, como ex-presidente da República investigado pelo Ministério Público Federal, anunciou que pensa em voltar a percorrer o Brasil, no qual ainda tem muita popularidade e, por isso, também desperta ódio nos adversários. Se percorrerá ou não o Brasil, a democracia lhe permite que o faça porque é um homem livre e pode viajar pelo país e pregando suas ideias. 

Tudo como não ocorria na Venezuela, quando o coronel Hugo Chavez tentou pela primeira vez dar um golpe conta o presidente eleito daquele país, se uma pessoa sem emprego se deslocasse de uma “ciudad” para outra, teria que apresentar autorização expedida por um juiz, autorizando-o a fazer o trajeto. Ao olharem para mim, com meus cabelos e barbas grandes, os “bigodudos” da Guarda Nacional pediam meus documentos. Olhavam/no para a foto e para meu rosto e repetiam isso outras vezes e ao devolverem os documentos diziam entre os dentes: “Los periodistas no son bienvenidos en Venezuela” (Jornalistas não são bem-vindos na Venezuela). Ficava com medo de me mandarem descer do ônibus, mas me deixavam continuar a viagem porque usava sempre a Carteira Internacional de Jornalistas emitido pela FENAJ, quando me deslocava pela América Latina, cobrindo eventos políticos. Defendendo a democracia, o que acredito que, apesar de todos os problemas atuais, continuará sendo a melhor forma de Governo para o Brasil. Não defendo e nem acuso partidos políticos. Neles existem políticos por vocação e por interesse financeiros. Os eleitores são os responsáveis direto pela escolha de todos eles.

Os benefícios sociais deixados por Lula no cotidiano e na mente da sociedade apodrecida. tudo passou a ser considerado normal e natural quando dava certo. Como isso ocorre mais, a sociedade coletiva perdeu a capacidade de estranhamento diante da realidade e fica acusando a todos, inclusive membros do Judiciário. Na verdade, na luta para se chegar ao poder da república, partidos políticos díspares se unem em blocos, coligações etc, sem ideologia, sem critérios ou afinidades ideológicas, se transformam em apenas dois grandes blocos: o que está no poder e levanta suspeitas de corrupção que precisam ser investigadas e todos os outros que desejam alcançar o poder para continuar disseminando a corrupção que, como se fosse um câncer em metástase ou o mosquito. Como o mosquito Aedes egypedi. criou resistência, gerando  defesas naturais e continua matando por microcefalia febre zyca, dengue hemorrágica ou a febre chikugunya, apelidada pelas redes sociais de “chico cunha”. A corrupção também muda de forma e métodos e mata por falta de escolas, hospitais, remédios, saneamento básico. Como tudo está dando errado agora, só o PT é o culpado de tudo e é duramente criticado pelas redes sociais. Mas os eleitores são os únicos culpados!

10 comentários:

  1. MARIA HIRSCHI/SUÍÇA5 de março de 2016 14:13

    com essa maquina manipuladora no Brasil.Nao sou eleitora e moro mais de 30 anos na suiça

    ResponderExcluir
  2. Concordo Carlos Costa os eleitores são os únicos culpados.

    Vou compartilhar amigo.

    ResponderExcluir
  3. Rafael de Queiroz Neto5 de março de 2016 17:04

    Deus nos livre de viver novamente a experiência de um governo petista, que só se sustenta com a corrupção de boa parte do parlamento e da população de baixa renda, como nos tem revelado a recente história de nosso país, em detrimento de todo um sistema produtivo da economia.

    ResponderExcluir
  4. Carlos Costa meu amigo sei do seu trabalho e compromisso c a verdade, s ñ fosse desta forma jamais compartilharia seus pensamentos, infelizmente oq nós vemos neste grupo são 5 ou 6 pessoas q ñ tem o mesmo intelecto e visão q vc adquiriu c sua vivência e trabalho. Por este motivo ficam lhe criticando, eu só lhe parabenizo pelo belo testo ok

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo belo texto jornalístico.

    ResponderExcluir
  6. O Instituto Vox Populi foi o primeiro a medir o impacto da operação deflagrada pelo juiz Sergio Moro contra o ex-presidente Lula; com mais de 15 mil questionários válidos, a pesquisa comprova que o efeito foi contrário ao desejado pela Globo e pelos demais meios de comunicação engajados na destruição de Lula; 56% desaprovaram a inclusão de Lula na Lava Jato e 43% desaprovaram a conduta de Moro (mais do que os 34% que aprovam); além disso, 65% viram exagero na condução coercitiva e 57% disseram acreditar na palavra de Lula; para completar, no dia de ontem, nada menos que 63% dos entrevistados disseram ter visto a entrevista de Lula na sede do PT; dados mostram que ainda não mataram o "jararaca"

    ResponderExcluir
  7. Olá, Carlos.
    Pela seriedade do seu blog, eu o indico ao Prêmio Dardos - postarei daqui a pouco.

    ResponderExcluir
  8. Maria Hirschi /Suiça14 de março de 2016 05:59

    Triste é saber sabendo que nossos representantes nao levam a serio o povo.a sociedade precisa de educaçao e nossos politicos fazem de tudo para estiguir essa naçao

    ResponderExcluir
  9. Hilma Otter-de Carvalho /Holanda14 de março de 2016 06:00

    E é por isso Mesmo à política do Brasil está levando o país para mazela, triste mas real. O auto indice de criminalidade (todos os dias as noticias alguém foi morto horrivelmente)

    ResponderExcluir
  10. Doroteia Calado/psicóloga14 de março de 2016 06:02

    Lula deve está preocupado c/os últimos acontecimentos tendo que prestar depoimento na PF, depois fez o que sabe de melhor discursar aos seus militantes pelo apoio recebido, porém não explicou nada s/ o triplex do guarujá ou do sítio de Atibaiá. O juiz Sérgio Moro está fazendo um trabalho excelente é preciso buscar a verdade dos fatos quem não deve não teme...

    ResponderExcluir