segunda-feira, 4 de abril de 2016

"A COISA AQUI ESTÁ PRETA"


A crise brasileira começou na política fisiologista, sem ética, imoral,, com formação de alianças que terminam se virando  dois blocos em busca de poder e cargos,  e sem compromisso com o bem estar da sociedade coletiva. Ela se espalhou pela economia com a volta da inflação, se embolou com a crise moral do Poder e desaguou como se fosse um rio ou um mar poluído por dejetos jogados nas suas águas, córregos e igarapés pela sociedade coletiva contribuinte como um todo, se apresenta agora explicitamente pela falta explicita e real de medicamentos, hospitais escolas inconclusos iniciados e  não terminados por vícios em licitações, ou ausência delas. Tornou-se mais forte pela ausência médicos, falência na educação exclusiva e não inclusiva, com péssimos e ridículos salários pagos aos professores que formam todas as demais profissões, enfim...

O que seria apenas uma investigação na “Operação Lava Jato” para apurar desvios de recursos públicos que envolveriam somente o PT,  hoje atinge a outros 23 partidos e mais de 100 políticos federais de vários partidos sendo investigados pelo STF! A “Operação Lava Jato”, por mais que se tente barra-la, se tornou e foi abraçada pela sociedade contribuinte que exige um saneamento total do Brasil para que ele recomece mais honesto, de onde parou. A investigação começou em um posto de lavagem de carro em Brasília, para investigar suspeitas de que o local também serviria para “lavar dinheiro” de corrupção.

Desdobrada  em diversas fazes, atingiu mais do que esperava descobrir. De acordo com denúncias comprovadas, 23 partidos teriam participado de todo o processo e receberiam possíveis doações de campanha legais, ilegais e imorais. Doações legais se confundiam com doações ilegais. Só o deputado federal do PMDB, responde a 22 processos no STF, mas resiste no cargo de presidente da Câmara Federal. Renan Calheiros, a outros 5 processos, mas no STF, mas continua como presidente do Senado e outros senadores seguem pelo mesmo caminho! A desculpa de todos os partidos envolvidos em denúncias, é que  as doações de campanha teriam sido legais, dentro da Lei e foram  declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Esquecem, porém, que mesmo tendo sido legais ou ilegai, a Justiça Eleitoral, diante dos documentos nem sempre verdadeiros de despesas de campanha, não é um órgão fiscalizador e deve aprova-las se não faltarem documentos que comprovem as despesas, mesmo que usando notas fiscais falsas etc.

O dono da Odebrecht, Marcelo Odebrecht , preso pela operação Lava Jato, decidiu abrir a boca e contar tudo o que sabe. Essa atitude teria em Brasília. Marcelo Odebechet, certamente, terá muitas coisas a dizer. levado à presidente Dilma Rousseff a quebrar coisas dentro de sua casa oficial Era de dentro da Construtora Odebrechet,  que eram controlados, em contabilidade paralela, todas as doações legais, ilegais e imorais que feitas para partidos políticos e candidatos em campanha.

Concluindo, termino com a música “Meu Caro Amigo” (Francis Haime/Chico Buarque de Holanda(Link: http://www.vagalume.com.br/chico-buarque/meu-caro-amigo.html#ixzz44s2disqs),  gravada pelo antes aclamado e agora contestado cantor Chico Buarque de Holanda, que diz:

"Meu caro amigo me perdoe, por favor,/Se eu não lhe faço uma visita/Mas como agora apareceu um portador/Mando notícias nessa fita/Aqui na terra 'tão jogando futebol/Tem muito samba, muito choro e rock'n' roll/Uns dias chove, noutros dias bate sol/Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta/ Muita mutreta pra levar a situação/Que a gente vai levando de teimoso e de pirraça/E a gente vai tomando, que também, sem a cachaça/Ninguém segura esse rojão

10 comentários:

  1. Niguem é de ferro mesmo!.

    ResponderExcluir
  2. FERNANDO GONCALVES SIMAO/Amizades Mundiais4 de abril de 2016 10:05

    AMIGO CARLOS COSTA ESTAMOS VIVENDO NUM PAIS SEM LEIS LEI DO DINHEIRO E A CORRUPÇÃO QUE ESTA TOMANDO CONTA DISTO,AMIGO,ME SINTO TRISTE E DESANIMADO PORQUE A JUVENTUDE NAO VE O QUE VAI ACONTECER,PARECEM QUE ESTAO RECUANDO NO TEMPO E VNDO CADA MAIS A IGNORÂNCIA PREDOMINANDO,AMIGO. QUE VERGONHA[

    ResponderExcluir
  3. Letra atualíssima e oportuna, infelizmente

    ResponderExcluir
  4. CONCEIÇÃO GOMES4 de abril de 2016 12:49

    Tenho quase tudo do Chico. Essa musica é do seculo passado, mas atualíssima,como vemos a coisa vem de longe, nem Lava Jato dá jeito.

    ResponderExcluir
  5. Concluindo, termino com a música “Meu Caro Amigo” (Francis Haime/Chico Buarque de Holanda(Link: http://www.vagalume.com.br/chico-buarque/meu-caro-amigo.html#ixzz44s2disqs), gravada pelo antes aclamado e agora contestado cantor Chico Buarque de Holanda, que diz:

    "Meu caro amigo me perdoe, por favor,/Se eu não lhe faço uma visita/Mas como agora apareceu um portador/Mando notícias nessa fita/Aqui na terra 'tão jogando futebol/Tem muito samba, muito choro e rock'n' roll/Uns dias chove, noutros dias bate sol/Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta/ Muita mutreta pra levar a situação/Que a gente vai levando de teimoso e de pirraça/E a gente vai tomando, que também, sem a cachaça/Ninguém segura esse rojão”

    Carlos Costa

    ResponderExcluir
  6. CARLOS COSTA O HOMEM QUE RESPIRA PALAVRAS .TEXTOS.VERSOS ETC.
    AMO LER SUAS CRONICAS VC É GENIAL!

    ResponderExcluir
  7. Maria Bensabath Odoye4 de abril de 2016 18:59

    Agora... só Deus, Jornalista Carlos Costa.

    ResponderExcluir
  8. A nossa crise maior é de moralidade e caráter. A política é podre e o poder parece uma erva daninha... Beijos

    ResponderExcluir
  9. Ótimo concordo plenamente, mais porque começar o assunto com frase racista a coisa aqui esta Preta.

    ResponderExcluir
  10. Ótima crônica. Concordo plenamente: politicamente "a coisa está preta" mesmo!

    ResponderExcluir