terça-feira, 5 de abril de 2016

“EU QUERO QUE ESSE CRIMINOSO APODREÇA NA CADEIA!”

  
Eu quero que esse criminoso apodreça na cadeia”.

A expressão, utilizada por apresentadores como José Luiz Datena e Marcelo Rezende, em seus programas policiais de TV apresentados diariamente,  é totalmente demagógica e nunca se tornará real, a menos que mudem a Constituição e todas as outras leis penais do Brasil, Com um pouco mais de lógica, Marcelo Rezende, sempre que defende mudanças nas Leis, ressalta que  a pena máxima prevista pela Constituição do Brasil e de no máximo 30 anos, por mais escabroso que tenha sido o crime.  João Acácio Pereira da Costa, o “Bandido da Luz Vermelha”, um notório criminoso que faleceu em 5 de janeiro de 1998, foi o único a cumprir 30 anos de prisão, no Brasil. Datena, quando fala do mesmo assunto, normalmente não faz essa ressalva aos seus ouvintes. Tudo pela audiência!

O condenado cumpriu os 30 anos de pena que lhe foi imposta. Depois de deixar a cadeia com problemas mentais,  foi assassinado. João Acácio ficou órfão com quatro anos e entrou na vida do crime, praticando roubos em sua cidade natal. Na adolescência, foi residir em Santos/SP, fugindo dos furtos que praticara. Acácio se dizia filho de fazendeiros e bom moço e levou vida pacata no lugar, mas praticando assaltos em São Paulo. Depois voltava para Santos, onde continuava levava sua vida pacata, de “bom moço”.  A preferência do ladrão era roubar mansões e tinha seu estilo próprio de fazê-lo: cortava a energia das casas que roubava. Usava um lenço para cobrir o rosto e carregava uma lanterna.  Depois que à atenção da imprensa, recebeu o apelido de Bandido da Luz Vermelha que também pertencia a outro notório criminoso norte americano, Caryl Chessman.

Se não mudar a Constituição e todas as Leis penais do Brasil e acabar com a progressão de pena, ninguém apodrecerá na prisão,  embora  seja isso o desejo da maioria da sociedade. Como assistente social,  sou contra a pena de morte porque a pena capital puniria apenas os pobres, negros, analfabetos.

Como assistente social,  defendo, a  prisão perpétua ,  Sou contra  pena de morte e defendo redução de pena apenas para os condenados de baixa escolaridade  que comprovarem a conclusão de algum ensino profissionalizante com aumento de escolaridade ou tratamento para dependentes químicos, quando for o caso, principalmente para adolescentes infratores. Diante de tudo isso, com todo respeito, os dois apresentadores de programas policiais de TV devem rever a expressão e passar a pedir a mudança das leis e o cumprimento integral de toda a pena que receberem prisão imediata para todos, mesmo que recorram, defendam o fim de benefícios, exceto se for por comprovação de elevação de escolaridade ou conclusão de tratamento para desintoxicação química em hospitais públicos ou privados, custeado pelos Estados.

6 comentários:

  1. Falou tudo amigo

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto, Carlos Costa

    ResponderExcluir
  3. Antonio Correia/Jirnalists5 de abril de 2016 16:51

    Assino 100% embaixo companheiro Carlos Costa...Sou contra a pena de morte e a favor da prisão perpétua. Sou Espirita Kardecista e sei que se você matar um...vai aparecer 100 novos no lugar, como ocorre no Rio e São Paulo...lá eles matam direto e cada vez aparece mais...
    Nunca a violência diminuiu...o povo tem que tomar cuidado com certas pessoas que fazem de tudo pela audiência. ...inclusive com relação a presidente Dilma...muitos abutres vendem uma imagem de Salvadores da Pátria ...queriam empurrar o Aécio Neves, goela abaixo...do povo e o resultado...ele já recebeu 4 delações premiadas....cada uma mais "cabeluda" que a outra...embora a "turma do abafa " venha engavetando estas denúncias ou "arquivando"...elas "papocaram" na mídia aberta...aí tchau lobo o mau....kkkkkkkkkj

    ResponderExcluir
  4. Maria Huschi/Siica6 de abril de 2016 03:33

    Muito boa Carlos.Parabens!

    Certas coisas devia ser proibido na TV do Brasil.Tbm sou contra a Pena de morte.E as nossas crianças que deveria ser o futuro do pais,sao abandonadas,pelo nosso sistema de educaçao.

    ResponderExcluir
  5. Moises Cabral Besaa6 de abril de 2016 05:47

    Tbm não assisto esse tipo de programação! Gostei muito do artigo Carlos Costa e das opiniões e temas abordados nos dialogos! Agora perguntulo-lhes, quem já; orou, pensou ou fez sua presse pedido que acabace a corrupção no Brasil levante a mão se for corajoso(a)?

    ResponderExcluir
  6. comcordo amigo tem que trabalhar no prezidio em alguma coisa para pagar suas dispezas diarias e não ficar a custa do estado

    ResponderExcluir