segunda-feira, 24 de julho de 2017

A MORTE! (Ana Quadros)

A morte não é o fim da vida, mas o começo da vida com Deus!

As pessoas da cultura ocidental se recusam a aceitá-la como uma coisa normal, natural...Todos envelheceremos e morreremos.

Já escreveu um livro “O MEDO DA MORISTE”: UMA VISÃO COLETIVA DO OCIDENTE falando sobre o tema o jornalista, ator e professor de história goiano, Dhiogo José Caetano!

Todos morreremos um dia, mais cedo ou mais tarde: uns morrem cedo demais e outros muito tardes! Mas da morte ninguém escapará!

A morte de uma mãe é a mais dolorida! Parece que é uma dor que se renova sempre, mas se deixa o fruto do amor em forma de pessoas formidáveis como foi o caso da mãe da profissional hotelaria do SENAC e que contratei para ser COORDENADORA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DO SENAT, Ana da Silva Quadros, Maria Quadros, depois de comunicar ao seu diretor regional na época, Antônio Carlos que a contrataria para ser coordenadora no SENAT, porque pagava na época melhor salário.


Da coordenação do SENAT, a indiquei e foi por anos, a competente diretora da Unidade B, do SEST/SENAT, Irani Bertoline, como imaginava que seria, mas virou ex-diretora e deixou o sistema S. 

2 comentários:

  1. Ninguém escapa, mas todo temem. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. fJoão Batista Filho/BH25 de julho de 2017 09:28

    Textos sábios assim sempre terão um lugar a ocupar....

    ResponderExcluir