domingo, 20 de novembro de 2016

CONSCIÊNCIA NEGRA OU CONSCIÊNCIA HUMANA? (LUCIANA MATIAS) (CORAL)



No dia da Consciência Negra, uma inconsciência negra e ridícula de corrupção política -  dois ex-governadores do RJ já estão presos, Sérgio Cabral e Antony Garotinho -  e incontáveis  e explícitos ou velados casos de racismo,  tendo  negros tão qualificados quando brancos,  ganhando menos pelas mesmas funções, do outros resultantes da miscigenação de raças que existe no Brasil, será que não precisamos criar o DIA INTERNACIONAL DA CONSCIÊNCIA HUMANA,  como sugeriu em rede social de facebook a leitora Fabiana Matias, (Coral)? Será que só o Dia Internacional da Consciência Humana, seria capaz de resolver todos os problemas de intolerâncias e racismos existentes em pleno século XXI? Talvez, sim. Talvez, não!

Enquanto a proposta interessante da leitora não passa de só mais uma ideia interessante como muitas outras que circulam pelas redes sociais em meio a tantas mentiras e porcarias, o Brasil vive a negra inconsciência de racismos. O atores globais, Bruno Gatiliasso e  Giovanna Ewbank pais de uma criança adotada como filha, de cor negra, terem procurado uma Delegacia e denunciarem um crime se racismo ela, registrada em rede social! Em outro ponto, o negro manto da Justiça paira sobre o céu negro de corrupção política do Brasil, incomodando muitos políticos. O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, fazendo uso o direito do “jus sperniendi” ter entrado com pedido de prisão no RGS, contra o juiz da Operação “Lava Jato”, Sérgio Moro! Não entrarei no mérito do pedido porque o ex-presidente está apenas usando o seu legítimo direito jurídico de protestar contra o que acha ser injusto. Mas cabe uma pergunta, apenas: por que ele não deu entrada no próprio fórum do Paraná, onde já se tornou réu em processos da Lava Jato? Teria sido melhor, mais irônico e talvez mais produtivo se o tivesse feito como fez o Jornalista amazonense cheio de cerveja, José Ribamar Garganda  durante o XII Festival Folclórico de Parintins:  retirou  o microfone da mão de um apresentador de dos bois da ilha de Parintins, um boi da ilha de Parintins, o Caprichoso ou Garantido e travado o seguinte diálogo com o microfone aberto e todos ouvindo: “Quem é você”?  “Sou o tenente Adson, seu amigo, Garganta”! “Então se prenda e saia daqui”. Todos riram! O antigo “bumbódromo” na década de 80, quando se deu esse surpreendente e inusitado fato, era em um tablado todo em madeira, no campo de pouso Júlio Belém, da cidade.

Mas voltando à crônica, a proposta da leitora do faceook Fabiana Matias (Coral), mereceu meu aplauso. Na ideia que parabenizei,  ela garantiu que o mundo não precisa do Dia da Consciência Negra, mas de um DIA DA CONSCIÊNCIA HUMANA! Se existisse essa consciência humana, muitas discriminações seriam superadas com facilidade.

Contudo, como ainda não há precisaremos continuar tendo o Dia da Consciência Negra e referenciar o líder da resistência escravagista Zumbi dos Palmares, nascido na serra da Serra da Barriga, em Pernambuco, então pertencente ao Município de União dos Palmares, em Alagoas:  os ratões do dinheiro público estão sendo dizimados pela justiça, que usa uma toga negra. Porém,  estão ficando seus filhotes -  as catiras que continuam  se contentando com as migalhas deixadas pelos grandes “guabirus”!


6 comentários:

  1. Simone Hyssa Abrahim20 de novembro de 2016 12:47

    Muito bom Carlos

    ResponderExcluir
  2. EFEITO TEQUILA À MODA BRASILEIRA.

    ResponderExcluir
  3. Psulo Pereira Batista20 de novembro de 2016 16:39

    Excelente análise!

    ResponderExcluir
  4. Muito oportuna a reflexão sobre o "Dia da Consciência Nrgrat" sublimada no heroismo de Zumbi dos Palmares ... no ensejo deste episódio histórico apoio a sua justa indignação diante de uma estrutura econômica, politica e social apodrecidase fazer necessário um "DIA" de repercussao mais feérica, contida na sugestão de sua atenta leitora prestes em concluir que o mundo necessita, URGENTE, de despertar "todo os dias" uma persistente, heróica e universal "CONSCIÊNCIA HUMANA". Muito feliz o motivo de sua bem fundamentada crônica.

    ResponderExcluir