sexta-feira, 18 de novembro de 2016

POR QUE A EDUCAÇÃO NO BRASIL REGREDIU TANTO?


Por que será que a Educação no Brasil regrediu tanto, em todos os sentidos, se destacando só em casos pontuais e em escolas pontuais e não no geral?  O ensino, como um todo, está descendo uma ladeira do absurdo e poderá trombar de frente em no poste da incompetência generalizada, caso insista em continuar com formando analfabetos funcionais com diplomas de nível superior, mas sem saber escrever corretamente um ditado por mais simples que que venha a ser!

- No meu curso de secretariado no Ginásio Ida Nelson fiz uma matéria de Práticas Agrícolas. No dia da aula prática, o professor nos levava para outro local em São Jorge, as atividades práticas, disse minha esposa, Yara Queiroz, enquanto assistia na TV uma matéria no canal da TV Amazonas local, mostrando exemplos meritórios de crianças de uma Escola usando a terra e falando sobre ela. Lembrei que exista também uma horta para Práticas Agrícolas de outros cursos nos fundos do Instituto de Educação do Amazonas – IEA. Cursava magistério de 1ª a 4ª series  e gostava de descer a Escada Caracol do segundo andar só para visitar o local e ver tirarem até cenoura na horta. Tudo era utilizado no lanche dos alunos dos alunos do GAIA, onde fazíamos os Estágios na Escola ao lado.

Mas por que será que o ensino regrediu tanto? O que era bom no passado ficou ruim no presente?  Os cursos profissionalizantes obrigatórios que geravam empregos aos no passado, foram transformados em desemprego dos jovens no presente. O que deve ter acontecido com o processo educacional do Brasil, que regrediu tanto, ao ponto de Universidades particulares formarem doutores semianalfabetos com diplomas de nível superior? O que aconteceu com a nossa educação do passado? Por que tudo mudou para pior no Brasil da Pátria Educadora? Essa baixa qualidade pode ser uma das razões para as invasões de Escolas públicas.  A nova proposta curricular seria um avanço ou um retrocesso? Da forma que foi feita, por medida provisória para  ser discutida depois com os atores envolvidos no processo, pode até ter sido um avanço na qualidade; porém, foi um grande retrocesso na forma como foi feita. A intenção “à priori” me parece boa, interessante, mas não analisei nada com profundidade e fico no meio do bombardeio, por enquanto!

Como professor de 1ª à 4ª seria à Universidade, confirmo tiraram o direito do aluno de terem praticado  ditado e  cópia,  para aprenderem a escrever melhor, a tarefa de cobrir letras como exercício para melhorar a caligrafia, sabatina de leitura em voz alta em sala de aula para os colegas, como exercício para perderem o medo de falar em público, sabatinas de matemática , enfim, lhes tiraram o direito de pensar e isso piorou o processo de ensino-aprendizagem e hoje, poucos sabem escrever corretamente palavras com x, s ou ss. Coisas que eram boas do passado, como o ensino profissionalizante obrigatório a partir do 2º do antigo 2º grau e geravam empregos aos jovens lhes foi negado. Diante disso e vendo que a Educação está descendo uma ladeira sem freio,  lhes empurrou goela abaixo uma reforma do ensino em decisão unilateral imposta que pode melhorar ou não  a qualidade do ensino. Ela tem o mérito de definir um núcleo comum a todos e separa as disciplinas que o aluno poderá escolher  ou não depois, como ocorre hoje no ensino superior.

Também tiraram do aluno o direito de conhecer  o que seja prefixo, sufixo e radical das palavras e, não sabendo disso, se perdem na escrita, por mais simples que seja.


É terrível o que acontece com a educação de hoje!

7 comentários:

  1. Excelente e oportuna reflexão, nobre jornalista.

    ResponderExcluir
  2. Aprecio muito seus trabalhos, deleito-me na leitura de suas cronicas e vibro com seus raros dotes de memorialista ... considerando-o um arquivo vivo da cultura manauara. Agradeço o convite e a solicitação de amizade.

    ResponderExcluir
  3. Ando tão revolta com isso tudo, que prefiro nem pronunciar nada

    ResponderExcluir
  4. Joao Gomes Cavalcante19 de novembro de 2016 15:48

    Não acredito, o número de analfabético aumentando,assustador a dessistênciaa.os estados não tem escolas suficientes para todos alunos,é tanto que fazem exames pra entrarem quem as melhores notas.Como combater o analfabetismo,como melhorar a qualidade do ensino,os salários dos professores é uma miséria,e os municípios e estados atrasa pagamento.É essa a pátria educadora?Os professores se quer foram ouvidos.Pra mudar tem que ouvir a sociedade,principalmente os maiores interessados.

    ResponderExcluir
  5. Maria Jose dos Santos20 de novembro de 2016 03:51

    Bom dia amigo!
    concordo plenamente com vc, parabéns

    ResponderExcluir
  6. Karlynhos Senra (TVRIOWEB)20 de novembro de 2016 10:33

    Boa tarde caros amigos e amigas, estou de acordo, pq estudei em Escola Publica e privadas, mas obtive ao terminar o ginasio, o diploma de auxiliar de escritorio, pois me formei n Escola Amaro Cavalcante, que nos tres ultimos , chamado cientifico, me formando como Tecnico de Contabilidade. POr outro lado, sempre combative essa forma de ensino, sou do tempo do ditado, caderno de caligrafia, debate na sala dividida em dois grupos, enfim, o que foi mencionado no txt em acima. A Escola não é como antigamente que tinha poucas matérias, mas elas mantinham os alunos na escola, e não agora com inumeras materias, sem que nenhuma delas os alunos dominam como deveriam, tem criança em comunidade que nem sabe escrever direito, somar, diminuir , multiplica e dividir passa longe de alunos até na quinta série, isso é uma vergonha. Confesso, que sofria naquelas professoras retrogradas, cheia de manias, que assumem cargos na secretaria e direção, mas não tem nenhuma condições de ali estarem, entretanto são apadrinhadas por familiares no alto comando, e isso tem de acabar.
    Tenho 3 programas na TVC RIO canal 6 da Net, e um deles, posso propor um debate sobre o tema e colocar em capitulos, para que seja 10 minutos em cada programa que vai ao ar aos domingos as 16:30 , pq agora está rolando um deles que começou as 16h. FORRÓ DO K KOM K (KKKKK) HJ PODEM ATE ASSISTIR NA NET OU PELO CANAL ON LINE www.tvcrio.com.br . Se forem do rio é só entrar em contato, e como estou Planejando a volta do meu ex jornal Black news. tbm voltando coloco uma coluna a disposição parao tema, pq meu sub titulo sempre foi Sem Preconceito. Estou colocando o penultimo exemplar e o meu redator é professor de portugues, esteve em grande jornals como Tribuna da IMprensa, Ultima Hora, Estadão de São Paulo e mtos outros.

    ResponderExcluir
  7. Voltar a disciplinar.Aqui na Suiça ,somos considerados o pais mais democratico do mundo,mais todos os jovens devem se alistar no militar,meu filho teve que ir,como recruta 21 semana e depois 3 semanas por ano,ate terminar.Ai,no Brasil,todos achao ,que democracia nao é fazer nada.Na democracia,tambem temos os direitos e deveres dos cidadoes.Que é muito difernte de uma ditadura militar.No meu tempo a escola funcionava,poque minha mae era uma educadoura.Os pais nao sabem educar seus filhos,colocam uma televiso e aparenhos eletronicos,como se eles fossem uma baba.Um pais que nao educa a sociadade é um pais,falido de respeito,mundialmente.

    ResponderExcluir