sexta-feira, 30 de outubro de 2015

PROFESSOR, A MAIOR MISSÃO É SOFRER!



As missões dos professores que ainda permanecem em sala de aula até hoje, são ensinar, sofrer e sobreviver com os péssimos salários, dando aulas em precárias escolas, tendo que trabalhar em até três turnos para tentar sobreviver com dignidade. Embora políticos digam que os defenderão se eleitos, quando o são, esquecem-nos. Todos os professores deveriam receber as melhores remunerações do mercado de trabalho como já foi no passado, porque toda e qualquer outra atividade, mesmo a política, depende de um professor que os tenha ensinado, embora existem hoje políticos analfabetos, talvez por  “méritos” junto aos seus eleitores. Felizmente, eles são poucos porque o ensino, à críticidade da realidade, muda a forma de pensar de um aluno e de uma sociedade. Muitos políticos, depois de eleitos, entram no esquema do poder do Estado e fazem só o que “o seu mestre mandar” e raros são que abraçam alguma causa e a perseguem até o fim, lutando contra tudo e todos, mesmo que tenham frustrados seus esforços! Diante de tudo isso, não me causou qualquer espanto as críticas à frase “não se nasce mulher, torna-se mulher”, do livro “Segundo Sexo”, da pensadora francesa e feminista Simone de Beavour, em  depois da prova do ENAM, 

Alunos  ridicularizaram-na em  vídeos que circularam pelas redes sociais. Como ensinava em sala de aula,  toda e qualquer frase filosófica deve ser entendida dentro de uma abordagem de interlocução, analisando o amadurecimento político-filosófico do autor e, assim, deveria ter ocorrido com a frase da polêmica feminista e pensadora contemporânea francesa. Ao contrario, alunas e alunos querendo aparecer nas redes sociais, produziram  sátiras ridículas, ligando a pensadora ao Governo Federal, chamando o ENEM de “Ensino Nacional do Ensino Maxista” e outros adjetivos piores, mas todos igualmente ridículos. Uma aluna, com poucas palavras úteis e aproveitáveis e excesso de palavrões, chegou a sugerir que escritora nascesse homem e operasse para ver se se tornaria  mulher. Segundo a aluna, poderia ate tentar, mas lhe faltaria a sutileza e a feminilidade da mulher que nasce mulher. Dentro de um contexto isolado, a primeira impressão parece ser verdadeira. Contudo, depois que se lê a obra completa, se compreende o pensamento da escritora porque ela explica a sua afirmativa e a razão de sua frase que gerou tanta polémica entre os alunos.

Tenho pena dos professores, cuja maior missão depois de repassar seus conhecimentos em sala de aula, é sofrer. Em São Paulo, os mestres mal pagos fecharam a Avenida Paulista em pacífica passeata, protestando contra o projeto de lei do governo Geraldo Alkimin, que dizem que fechará escolas. Se não houvesse alguma coisa podre na mudança que o Governo quer ver aprovada, os mestres não teriam deixado suas salas de para protestar contra o fechamento de escolas. Os burocratas que elaboraram as mudanças, em gabinetes refrigerados e com conforto, negam que se aprovado como está atualmente, Escolas seriam fechadas. Fechando ou não, o Governo do Estado de SP deveria abrir mais Escolas e construir creches para as crianças, ouvindo mais profundamente as reivindicações dos educadores que vivenciam à prática do da sala de aula.  

Como toda mudança abrupta produz dor, abre ferida que se transformam em chagas e se tornam de difícil cicatrização, é difícil entender essa mudança quase na marra, não exaurindo as possibilidades e não aceitando as ponderações de quem vive à prática diária. Na condição de Educador que fui e ainda me considero que ainda seja, peço diálogo entre as partes porque a “Pátria Educadora”, se voltou mais  ao quantitativo estatístico e menos ao qualitativo. Mais os resultados mediático e menos ao que ocorrerão em longo prazo. Mais para a aprovação em concursos públicos e cada vez menos para repassá-lo a alguém. Estamos formando verdadeiros analfabetos diplomados em nível superior, do que produzindo conhecimentos para uso no do dia a dia. Como professor do ensino primário à universidade, convivi e ainda convivo com alunos que não sabem escrever. As antigas, mas corretas, coerentes e perfeitas práticas do ditado, cópia, tabuada, desapareceram. 

Para resolver o impasse em SP, o melhor caminho é o diálogo, não o confronto. Esse procedimento rende mídia, mas não voto para ninguém. Enquanto isso, a “Pátria Educadora”, vai emburrecendo cada vez mais o alunado, preocupada com estatísticas e nem um pouco ligando para a qualidade a longo prazo. A educação liberta, mas está sendo usada para aprisioná-los cada vez mais. O ensino, em todos os níveis, deveria seguir uma progressão, mas, lamentavelmente, vive um momento de regressão. Salário não é a única e principal ferramenta da Educação. Pode ser esse o problema  em São Paulo, mas me faltam dados e elementos confiáveis para analisar meticulosamente à questão. Como professor que ministrava aulas de filosofia para que os alunos entendessem a origem do e o porquê de uma determinada teoria do Serviço Social dentro de um contexto histórico, também sofri quando vi os ridículos vídeos em redes sociais. Não os repassei porque todos eram de uma imbecilidade tão grande que senti vergonha de recebê-los e vê-los!

8 comentários:

  1. Ademir Ramos Ramos/Professor da UFAM30 de outubro de 2015 14:09

    Valeu meu amigo a tua determinação não só me alegra, mas me motiva a continuar a nossa luta a soprar a esperança... Contínuo no batente na UFAM.

    ResponderExcluir
  2. Ananias Alves Cruz30 de outubro de 2015 14:10

    Educação no Brasil passa por um momento crítico..

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Eu estou compartilhando minha alegria com você.

    ResponderExcluir
  4. Tive ótimo professores

    ResponderExcluir
  5. Rita Cortez/Professora30 de outubro de 2015 16:41

    E como, as crianças não tem limites, casos diariamente são apresentados na mídia.
    As crianças não tem educação, fruto de uma sociedade capitalista.

    ResponderExcluir
  6. José Maria Santana/médico e professor da UFAM31 de outubro de 2015 04:38

    Verdade amigo...em parte do que dizes. Estatisticamente a UNESCO reconhece que na Era FHC...o des...educador Paulo Renato...um fdp que já se foi...e porisso mesmo não pode se defender
    ..que pena....o Índice de Qualidade do Ensino era de 2.6....deixado 2002....ou seja..uma sociedade com baixo índice educacional ..... (ele estabeleceu que seria obrigatorio "passar o estudante de ano"...ou seja...NÃO REPROVAR NINGUEM....Porisso...amigo velho...quem emburreceu a sociedade brasileira...foi o "modo psdbesta de governar""...fato que está se repetindo em S.Paulo com o ladrão do mensalao doo psdb e tambem ladrão da Sabesp..e alckimista que faz os paulistas beberem esgoto do volume morto...e comerem fezes..e ainda votarem para re-elegerem..Este maldito...Alckimin..ladrão do Trensalao...junto com Serra e o falecido Covas...roubaram milhões de dólares em superfaturamento e propinas. ...e que a midia corrupta e venal...sem credibilidade cada vez mais perante a sociedade que ainda pensa...denomina de "Cartel das Empresas Multinacionais.."... (mas fosse alguem do PT ou aliado...Já estariam presos)...Pois é. ..o Alckimin...o Richa...apenas estão cumprindo uma agenda do seu Partido...protetor de ricos e corruptos ...e que odeiam os pobres. .que somente vieram a ter melhor acesso à Educação. ..a partir de 2003...com os ministros Buarque..Mercadante...mas o melhor. deles..que elevou os Indices de qualidade e quantidade...foi o HADDAD.....hoje considerado O MELHOR PREFEITO....pelos Órgãos Nacionais e Internacionais..as o mesmo é odiado...porisso mesmo...pelas"zelites...kkkke classes medias burras"...dos que bem e comem fezes e perpetu esse partidinho amaldiçoado ...em S. Paulo.. Haddad fez saltar para 4.8 o Índice Educacional...e o Governo Federal criou varias portas de acesso...nacionais e internacionais ...PARA TODOS...embora a clientela..e boa parte dela fala mesmo " Nos vai ...Nós foi". ..seja resultado dos que passaram sem saber..e também...leve em consideração que a ditadura destruiu o Sistema Público de Educação. ... e que leva tempo em recompor...mas que tem sido pro-ativa a ação do Governo Federal. ..em prol da Educação. ..e o lema Pátria Educadora deveria ser levado a sério e abraçado por todos nós. .toda a Sociedade...e não ridicularizado.. Quanto ao ENEM..bem...eu levaria horas e horas para explicar que é o mais sério e melhor meio de avaliação que o Brasil ...Até hoje !AS CRITICAS PERNICIOSAS..CRUÉIS E CRUENTAS...PARTEM DOS FILHOS E ÓRFÃOS DA DITADURA...DESSA JUVENTUDE IGNÓBIL E VIL QUE HERDOU A MALDADE E A BURRICE ANALFABETICA DE SEUS PAIS. ..O QUE ABUNDA BASTANTE (PLEONASMO NECESSÁRIO..LICENÇA POÉTICA DE UM REVOLTADO MÉDICO E CANSADO PROFESSOR). ..NO NOSSO PAIS..É UMA PENA...PARA OS DESCRENTES E DESINFORMADOS...MAS A PÁTRIA EDUCADORA JÁ COMECOU E EXISTIR. ..E COM A FATURA DO PRE-SAL....METADE DOS RECURSOS SERA COLOCADO NA EDUCAÇÃO E A OUTRA METADE NA SAÚDE. ..SE A DEMOCRACIA NAO FOR ASSASSINADA. ..COMO NO PASSADO RECENTE..EM 1964...E..CONFLITOS RIDICULOS PROVOCADOS PELAS OPOSIÇÕES DA DIREITA ANTIPATRIOTA..NOJENTA..ASQUEROSA..QUE ESTÁ A DESTRUIR O PAÍS. ..COMANDADAS POTR CORRUPTOS DO PSDB...DEM...PPS...PSB E OUTROS NANICOS...IRRESPONSAVEIS E RIDÍCULOS ANTIPATRIOTAS E ENTREGUISTAS...FINANCIADOS POR GENTE QUE REPRESENTA INTERESSES AMERICANOS E DA UNIÃO EUROPEIA..MAS QUE JÁ FOII DESCOBERTA E AS PROVIDÊNCIAS ESTÃO SENDO TOMADASS....

    ResponderExcluir
  7. João Batista Filho/BH3 de novembro de 2015 07:16

    Estes são os verdadeiros heróis da resistência...

    ResponderExcluir